Policiais militares do 9º Batalhão de Manacapuru prendem acusados de latrocínio contra mototaxista - Fato Amazônico

Policiais militares do 9º Batalhão de Manacapuru prendem acusados de latrocínio contra mototaxista

Policiais militares do 9º Batalhão de Policia Militar do 9º BPMM, de Manacapuru, prenderam o ex-presidiário Marcos Augostinho da Silva, 22 e Kennedy Augusto Alves 29, acusados de matarem na madrugada de ontem o mototaxista Paulo de Araújo Filho 16 anos, vítima de latrocínio (assalto seguido de morte).

De acordo com o tenente PM, Davi Lima, familiares denunciaram que vítima desapareceu na madrugada de domingo quando trabalhava como mototaxista.

Marco, aponta Keneddy, como o autor do assassinato do mototaxista na madrugada de domingo

Por volta das 11h, Marcos Augostinho, foi visto na Rua Benjamim Roberto no bairro de São José empurrando a motocicleta marca Honda Twister CBX 250 e placa JXA 7767, ele vestia as roupas da vítima, estava ainda com o colete, calçava os sapatos e usava na cabeça o capacete de Paulo.

Marcos, foi agarrado por parentes da vítima que o levaram para delegacia de Polícia Civil de Manacapuru ondeele confessou que sabia onde estava o corpo do mototaxista, Minutos depois de assumir a autoria do crime ele e levou os policiaisao Igarapé do Santo Antônio onde a vítima estava amarrada em uma árvore e com o fio do calção envolto ao pescoço.

Keneddy, nega qualquer envolimento com a morte do mototaxista, vítima de latrocínio

De volta a delegacia, Marcos, disse que Keneddy Augusto, foi quem matou o mototaxista para roubar a motocicleta. Ele foi preso próximo ao local onde o corpo da vítima foi encontrado, mas disse aos policiais não ter envolvimento com o latrocínio.

Roupas, colete e capacete da vítima apreendidos em poder de Marco Augostinho