Prefeito determina interdição imediata da passarela de Flores - Fato Amazônico




Prefeito determina interdição imediata da passarela de Flores

Após receber diversas denúncias da população, principalmente por meio das redes sociais, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, esteve pessoalmente nesta segunda-feira, 30, na passarela de Flores, na zona Centro-Sul, para verificar a situação da estrutura. Segundo o prefeito, a passarela não tem mais condições de uso, provocando riscos à vida dos pedestres que utilizam a estrutura para cruzar duas das vias mais movimentadas da cidade: as avenidas Djalma Batista e Mario Yipiranga.

“A passarela ficou seriamente comprometida principalmente após dois caminhões de grande porte terem batido nesta estrutura. Eu recebi as denuncias, vim verificar e estou interditando a passagem imediatamente. Já convoquei os órgãos responsáveis e já vamos dar inicio às mudanças no trânsito”, afirmou Arthur Neto.

Embaixo da passarela, o Manaustrans vai instalar um semáforo de forma provisória para os pedestres cruzarem a via em segurança. A sinalização deverá entrar em operação a partir desta terça-feira, 31.

“Após a determinação, acionamos nossas equipes para que seja instalado o semáforo para pedestres e também fazer a pintura das faixas. Tudo deverá estar pronto pela manhã. Pedimos apenas que os motoristas tenham paciência porque a intervenção será necessária para garantir a reforma da passarela”, afirmou Paulo Henrique, diretor presidente do Manaustrans.

De acordo com o secretário municipal de Infraestrutura, Luiz Borges, a reforma da passarela deverá ser concluída em 30 dias, já que a estrutura é composta de uma viga de aço pré-montada, o que acelera o processo de conclusão da obra.