Prefeito participa de outorga de Cidadão do Amazonas ao presidente da AMB - Fato Amazônico

Prefeito participa de outorga de Cidadão do Amazonas ao presidente da AMB

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, participou nesta segunda-feira, 9, da homenagem ao presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), desembargador Henrique Nelson Calandra – na Assembleia Legislativa do Estado (ALE). Calandra foi condecorado com título de Cidadão do Amazonas, de autoria do deputado Arthur Bisneto, por sua forte relação com o Estado e por sua busca pela modernização do judiciário na Região.

De acordo com o prefeito, o presidente da AMB é referência não só para o judiciário, mas para muitas outras instituições públicas por sua postura sempre correta e íntegra.

“É uma figura que lidera o segmento dos magistrados, um desembargador emérito, tenho a melhor impressão a respeito da sua atuação. Eu, como prefeito, tenho o dever de oferecer a ele a hospitalidade da cidade e dizer o quanto é admirado pelos juristas amazonenses”, afirmou Arthur Neto.

Henrique Calandra é desembargador no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) e também já foi vice-presidente da Federação Latino-Americana de Magistrados, presidente do Conselho da Associação Mercosul pelo Estado nas Relações Internacionais, entre outros cargos de destaque que fazem dele figura influente em todo País.

“Sua influência na magistratura é tão grande que conseguiu trazer o 1º Encontro Internacional de Magistrados sobre Meio Ambiente – In Dubio Pro Natura – para Manaus, reunindo os melhores juristas do Brasil e do Mundo. Esse encontro foi relevante, porque trouxe a discussão da legislação ambiental para o Amazonas”, lembrou o deputado Estadual Arthur Bisneto.

Para o homenageado, o Amazonas é uma importante fronteira estratégica e ecológica da humanidade e por isso merece ser foco da magistratura de todo país.

“Receber um título desses é como receber um título de cidadão do mundo. Fico muito feliz e agradecido ao povo do Amazonas por essa oportunidade e recebo esse título em nome de cada juiz brasileiro, que trabalhara em todo país para que nós tenhamos uma justiça rápida, transparente e eficaz”, concluiu Calandra.