O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), anulou seu voto para presidente da República neste segundo turno, mas votou em Wilson Lima (PSC) para p governo do estado. “Essa é a segunda vez que voto nulo em toda minha vida. A primeira foi em 1970, porque percebi um movimento fraudulento por parte da ditadura. Agora, percebo autoritarismo de um candidato e o outro representa a imagem de uma pessoa que está presa. Apesar de ter meu apreço pessoal, o Haddad refugou meu voto, ao mesmo tempo, também não voto no Bolsonaro”, declarou.

Arthur chegou acompanhado da primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro por volta das 10h30 no Colégio Amazonense Dom Pedro II, o Estadual, no Centro de Manaus. Ele desejou sorte e maturidade ao novo governador do Amazonas.

“Desejo um governo feliz, uma assessoria muito bem preparada, desejo sorte e um trabalho com muito amor pelo povo do Amazonas”, disse o prefeito. “Manaus quer paz. O Amazonas quer esperança e eu sempre acredito no melhor”, completou.

Após exercer seu papel democrático, o prefeito esteve no Terminais de Integração da Constantino Nery (T1) e da Cachoeirinha (T2), na zona Centro-Sul, e circulou, juntamente com sua comitiva, nos locais de grande concentração de usuários, para verificar a frota do sistema de transporte coletivo, que teve a gratuidade garantida neste pleito, por meio do Decreto 4.180, publicado na edição eletrônica 4.463, do Diário Oficial do Município (DOM).

“O que verificamos nesta manhã é que o sistema opera dentro da normalidade, com alguns pontos de maior aglomeração, mas já determinei ao superintendente municipal de Transportes Urbanos, Franclides Ribeiro, o reforço das linhas”, finalizou.