Mais de dois meses após o incêndio que atingiu, em dezembro de 2018, o bairro de Educandos, zona Sul, as famílias continuam recebendo donativos da população, arrecadados pela Prefeitura de Manaus. Na quinta-feira, 28/2, 337 pessoas foram até à Agência de Desenvolvimento Local (ADL) Cajual, Morro da Liberdade, onde estão sendo realizadas as entregas. A previsão é que o atendimento continue nesta sexta-feira, 1º/3, e no sábado, 2/3.

Todas as pessoas que receberam as doações estão cadastradas pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania (Semasc). Com o pagamento do auxílio aluguel, nenhuma das famílias está mais em abrigos. Segundo a secretária da Semasc, Conceição Sampaio, com os itens arrecadados pela prefeitura, por meio da Casa Militar, as famílias devem receber doações periódicas até o mês de junho.

“Esse período de seis meses é um período de acompanhamento direto com essas famílias, que desde o primeiro momento o prefeito Arthur Virgílio Neto e a nossa presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko Ribeiro, estão muito presentes. Durante seis meses, essas famílias estarão recebendo alimentos, produtos de higiene para casa e uso pessoal e essa é a demonstração da solidariedade que a população de Manaus está tendo, que não foi só naquele momento do mês de dezembro, mas continua tendo”, ressaltou a secretária, acrescentando que há muita transparência na doação da Prefeitura de Manaus e tudo o que foi doado está chegando até às casas das pessoas que estão precisando.

Para as vítimas, as doações são importantes para contribuir com a reconstrução das suas vidas, como lembrou a dona de casa Lauana Oliveira, 40.  “É muito bom saber que as pessoas ainda estão se mobilizando, temos que agradecer a todos, principalmente a Prefeitura de Manaus, que está auxiliando a gente desde o começo”, afirmou

Quem quiser continuar doando alimentos, itens de higiene pessoal, entre outras coisas, pode ir diretamente à Casa Militar, localizada na avenida Padre Agostinho Caballero Martin, nº 770, bairro Compensa, zona Oeste.

“Esse trabalho de recebimento de doações é continuo do Fundo Manaus Solidária, em parceria com a Casa Militar da Prefeitura de Manaus, que é a nossa central de recebimentos das doações. Recebemos sempre alimentos, roupas de cama, roupas íntimas novas, doações que não são apenas para as vítimas do Educandos, mas para vítimas de outros casos que precisam do nosso atendimento. Então, se a população quiser continuar colaborando, não apenas com o sinistro do Educandos, pode procurar o Fundo Manaus Solidária ou ir direto na Casa Militar”, informou a vice-presidente do Fundo Manaus Solidária, Mônica Santaella.

Procurando emprego, a dona de casa Gilcilene Martins, 31, garante que as doações evitam um gasto a mais para a família neste momento. “É muito importante para pessoas que não têm trabalho fixo, essa ajuda melhorou muito, pois estamos precisando. É um gasto a menos, uma despesa a menos para essas famílias”, contou Gilcilene.

Doraci Vasconcelos, 66, aproveitou o recebimento das doações e escolheu calçados para ela e para os netos, que vão voltar às aulas. “Meus netos vão voltar para a escola e não tem mais calçados, então estou escolhendo para eles. Ficamos sem nada e ainda bem que estão doando as coisas para a gente, principalmente, rancho, calçados e roupas. Que essas pessoas que estão nos ajudando com doações continuem sendo abençoadas”, agradeceu emocionada.