Prefeitura de Manaus fortalece a previdência certificando nova turma de servidores - Fato Amazônico


Prefeitura de Manaus fortalece a previdência certificando nova turma de servidores

A Prefeitura de Manaus certificou uma nova turma de servidores municipais, lotados na Manaus Previdência, que concluíram o “Curso de Integração dos Novos Servidores: Orientações Estratégicas de Governo – 2018”. A solenidade aconteceu na tarde de ontem (25/4), no auditório da autarquia, Chapada, zona Centro-Sul.

“A proposta foi nivelar o conhecimento, proporcionando aos convocados a oportunidade de conhecer todos os aspectos ligados à área previdenciária: do atendimento à legislação”, explica o diretor-presidente da previdência municipal, Silvino Vieira. “Com isso, fortalecemos a previdência a partir da qualificação contínua dos servidores”, destaca.

A solenidade contou com a participação dos secretários municipais de Administração, Planejamento e Gestão (Semad) e da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), Luíza Bessa Rebelo e Stela Cyrino, respectivamente. Ambos os órgãos são parceiros da Manaus Previdência para a realização do curso.

Responsável pela capacitação de servidores públicos, agentes públicos e políticos em diversos cursos, incluindo os de Ensino à Distância (EAD), a Espi encarou o desafio de apresentar várias vertentes de um mesmo tema em uma única atividade. “É proposta da Espi levar essa formação a todos os servidores que estão ingressando no Executivo municipal, pois a formação continuada do servidor já é desenvolvida como atividade ordinária”, observa Stela Cyrino.

Com a incumbência de apresentar a estrutura do Executivo municipal e a responsabilidade de cada órgão em palestra de encerramento do curso, a secretária Luíza Bessa enfatizou que “a partir desse manancial de conhecimentos, os servidores certamente vão poder desempenhar com maior eficiência a sua tarefa”.

Qualificação contínua

O curso de integração está em sua quarta edição. A primeira aconteceu em 2015, ano em que foi realizado o primeiro concurso público da Manaus Previdência, quando então contava com dez anos de existência.

Depois, a cada ano, aconteceram edições subsequentes, abrangendo novas turmas de convocados. O concurso ofereceu um total de 57 vagas, entre técnicos e analistas previdenciários, além de procuradores autárquicos. Das vagas oferecidas, 56 servidores já estão nos quadros da autarquia, além de um candidato empossado recentemente que solicitou prazo de 30 dias (prorrogáveis por mais 30) para entrar em exercício. “Concluímos a nossa chamada dos aprovados”, destaca Silvino Vieira.

Integrante da turma que foi certificada nesta quarta-feira, o procurador autárquico Geraldo Uchoa considerou o curso importante quando do ingresso do servidor na instituição. “As matérias expostas foram muito interessantes”, diz.

Já com experiência de ter passado pelo primeiro curso, em 2015, a analista previdenciária Bruna Machado relata que o curso de integração foi essencial para compreender a organização municipal, notadamente a previdenciária, como um todo, e não somente onde iria ser lotada. “Já tive experiência em outros órgãos públicos e não tive treinamento nem do meu serviço, imagine um que pudesse explicar todas as áreas da instituição”, revela. “Por isso, quando achei essa iniciativa da Manaus Previdência maravilhosa”.

Ao todo, o curso abrangeu 15 módulos, com temas que foram de humanização do atendimento da previdência municipal à legislação e funcionamento de um Regime Próprio de Previdência Social (RPPS).