Prefeitura de Manaus irá ampliar participação de bolsistas em projetos socioeducacionais - Fato Amazônico




Prefeitura de Manaus irá ampliar participação de bolsistas em projetos socioeducacionais

A Prefeitura de Manaus está adotando uma série de medidas que visam à reestruturação do Programa Bolsa Universidade (PBU), que está com inscrições abertas até domingo (17), pela Internet. Uma das intervenções é assegurar 100% de participação dos bolsistas nos projetos socioeducacionais de Contrapartida. O processo de reestruturação teve início neste ano, quando mais de quatro mil bolsistas já desenvolveram atividades vinculadas à Contrapartida. A partir do próximo ano, todos os beneficiários do Programa serão inseridos nos projetos, que permitem o aprimoramento do aprendizado teórico adquirido em sala de aula. Para o ano letivo de 2014, estão sendo oferecidas mais de 10 mil bolsas de estudo.

O PBU é coordenado pela Escola de Serviço Público Municipal (ESPI), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad). Ao serem contemplados pelo Programa, os estudantes firmam o compromisso de prestar serviços à Prefeitura de Manaus por meio da Contrapartida, de acordo com o que estabelece o Decreto nº 0223/2009, Seção III, Capítulo VI, Art. 13, participando efetivamente de diversos projetos socioeducacionais.

A diretora-geral da ESPI, Luiza Bessa Rebelo, frisa que o Programa está passando por uma total reformulação, dentre as quais a desburocratização, que assegura ao candidato apresentar a documentação comprobatória, apenas após a fase de classificação. Antes, todos os candidatos inscritos tinham que apresentar documentos já no ato da inscrição, sem ter certeza de que seriam beneficiados. Outra medida importante foi a priorização de cursos em que haja maior demanda de formação de mão-de-obra para a cidade de Manaus, reduzindo o número de bolsas em cursos para os quais não havia demanda e ampliando o benefício, nas áreas de conhecimento onde há maior carência de profissionais qualificados. Desta forma, foi possível ampliar em mais de 459% a quantidade de bolsas que cobrem 75% do valor do curso e aumentar em 268% o quantitativo de bolsas integrais, em relação ao ano de 2013.

Luiza Rebelo destaca, ainda, que no campo da Contrapartida, a mudança é voltada para garantir a participação de todos os beneficiados nos programas de Contrapartida. “O PBU é diferente, em sua concepção, de outros programas de incentivo ao Ensino Superior, pois o estudante não devolve a quantia investida em seu aprendizado, e sim, presta uma Contrapartida, participando de projetos educacionais, sociais, culturais, socioambientais entre outros, implementados pela Prefeitura de Manaus, órgãos vinculados e parceiros. Todos os 10 mil bolsistas que aderirem ao Programa a partir de 2014 serão incluídos nos programas de caráter socioeducacional, que também representam uma forma de devolver à cidade o investimento feito pelo poder público”, afirmou.

Atualmente, estão em andamento com a participação de mais de 2,6 mil bolsistas projetos de Contrapartida do PBU como o Parque Cidade da Criança (Manauscult); Reforço escolar – Tempo de Superação (Semed); Projeto Viver Bem na Terceira Idade e Viva as Diferenças (Semjel); Projeto Operacionalização de Procedimentos Administrativos (Semef); Projeto Conscientização no Trânsito (Manaustrans); Projeto Projovem – Adolescente em ação (Semasdh); Revitalização do Centro (Semc); Projeto Digitalização de Processos de Execução Fiscal (PGM) e Projeto Call Center (ESPI).

O administrador Victor da Silva Almeida, 21 anos, é um dos ex-bolsistas do Programa que tem boas histórias para contar. “Com o benefício e a própria experiência que adquiri no Bolsa Universidade vejo que ainda hoje estou devolvendo para a cidade os benefícios da minha formação e do meu trabalho”, avaliou. Além de ter sido beneficiário e ter participado de programas de Contrapartida, o administrador conta que o vínculo com o Bolsa Universidade continua. Atualmente, ele desenvolve atividades no setor de Recursos Humanos da Faculdade Boas Novas, onde também é responsável pela inserção dos alunos bolsistas do Programa, na instituição. “Fico muito contente em dar minha contribuição muito além da Contrapartida. Hoje, considero que estou devolvendo esse investimento feito na minha formação para a minha cidade e auxiliando outras pessoas a fazerem a mesma coisa”, destacou.

Inscrições

Termina neste domingo (17) o período de inscrições do Programa. Estão sendo ofertadas 10.064 bolsas de estudo parciais e integrais para o ano letivo de 2014, em 14 Instituições de Ensino Superior. As inscrições devem ser feitas exclusivamente pela Internet, no site http://bolsauniversidade.manaus.am.gov.br. O resultado da classificação será anunciado na sexta-feira (22), a partir do meio-dia, no portal.