Principal ausência da convocação do técnico Tite nesta quinta-feira (28/02), Neymar chegará à Copa América em melhores condições físicas do que as apresentadas às vésperas do Mundial da Rússia, em 2018. A afirmação é do preparador da Seleção Brasileira, Fábio Mahseredjian, que acredita que o astro do PSG terá feito até seis jogos antes de disputar o torneio continental.

Fábio disse que está em contato direto com profissionais responsáveis pelo acompanhamento da recuperação de Neymar, que sofreu uma lesão no quinto metatarso do pé direito no fim de janeiro durante um jogo válido pela Copa da França.

“Estou em contato semanalmente com o Ricardo Rosa, que trabalha conosco na Seleção e é companheiro meu de profissão. Ele vem trabalhando fisicamente com Ricardo, com tratamento fisioterápico junto ao Rafael [Martini], esteve nesta semana com o doutor Rodrigo [Lasmar] nessa semana”, afirmou Mahseredjian.

Tite, por sua vez, revelou ter feito uma “visita de caráter solidário” ao atleta, em Paris. A comissão técnica espera que Neymar dispute algumas partidas pelo PSG antes de se apresentar à Seleção. Na Copa do Mundo, o camisa 10 realizou apenas amistosos de preparação com o time canarinho.

“Diferentemente da preparação para a Copa do Mundo, acreditamos que ele vai ter jogador pelo PSG mais de quatro, cinco ou seis partidas pelo PSG. Ele vai estar em melhores condições físicas do que foi na Copa da Rússia”, garantiu o preparador.

A Seleção Brasileira se apresentará no fim de maio para iniciar a preparação final da Copa América. Antes, sem Neymar, os comandados de Tite disputarão dois amistosos: contra Panamá, em 23 de março, na cidade do Porto, e República Tcheca, em Praga, no dia 26.

(Gazeta Esportiva)