Presidente do TJAM lança Pedra Fundamental do Fórum de Autazes - Fato Amazônico

Presidente do TJAM lança Pedra Fundamental do Fórum de Autazes

Autazes – Localizado a 110 quilômetros de Manaus, o município de Autazes, o maior produtor de leite do Amazonas, viveu na manhã da última quinta-feira, dia 23, um dia histórico com o laçamento da Pedra Fundamental para a construção de seu futuro fórum, pela presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargadora Graça Figueiredo.

A presidente fez questão de ir ao município para participar da solenidade ao lado do prefeito José Thomé e do juiz da comarca, Glen Hudson Paulain. Foram mais de 11 horas de viagem, pela estrada, além da travessia de duas balsas. Graça Figueiredo e os assessores do departamento de engenharia, cerimonial e imprensa saíram de Manaus às 7h e chegaram a Autazes por volta 11h, seguindo direto para o local da obra, à rua Jefferson Braga com a Fábio Lucena, bairro Waldomiro Sampaio.

Na cerimônia de lançamento da Pedra Fundamental, a desembargadora-presidente enterrou uma caixa de metal contendo um exemplar da revista Folha da Justiça, do TJAM; um CD com o arquivo do projeto arquitetônico do prédio que será construído, o convite da solenidade, o script da solenidade, o documento de doação do terreno feito pela prefeitura e uma declaração do do prefeito José Thomé.

Em seguida, Graça descerrou a placa ao lado do prefeito e do juiz da comarca, Glen Hudson. “O Tribunal de Justiça dá o primeiro passo para que Autazes tenha um fórum digno, para acolher seus habitantes que buscam a Justiça. Antes, o município tinha um fórum que envergonhava a todos nós do Judiciário, que não era digno da população de Autazes”, afirmou a presidente.

“FAÇAM UMA OBRA DIGNA”

A desembargadora também se dirigiu aos responsáveis pela empresa que ganhou a licitação para construir a obra:

— Que os senhores procurem cumprir as metas traçadas no edital de licitação para que o fórum seja construído de forma correta, em tempo hábil e sem problemas em sua estrutura. A população de Autazes precisa saber que a Justiça sempre terá um braço estendido para os mais humildes”.

O juiz Glen Hudson disse que ao dar o primeiro passo para a construção do Fórum da comarca de Autazes, a presidente Graça Figueiredo estava cumprindo o que prometeu em sua posse: priorizar o 1º Grau.

— Em meu nome, presidente, faço esse agradecimento. Hoje também vejo que a senhora está cumprindo o que prometeu no dia da sua posse, que é valorizar o 1º Grau. A construção desse fórum é uma meta da sua administração – disse o magistrado.

SILVINITA

O prefeito José Thome disse, em seu discurso, que o início da obra do fórum era a realização de um sonho antigo. “Como prefeito e como cidadão autazense eu estou muito feliz”, disse. Thomé lembrou que, em breve, Autazes estará concretizando o projeto Silvinita, que deverá gerar 5 mil novos empregos e, por isso, a cidade vai precisar de um fórum digno.— O município vai crescer economicamente e a população deve dobrar. O Brasil importa 90% de silvinita, e aqui nós vamos produzir perto de 40% desse minério – garantiu o prefeito.

COORDENADA

Em sua visita a comarca de Autazes, na última quinta-feira, dia 23, para o lançamento da Pedra Fundamental, que marca a construção do fórum do município, a presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargadora Graça Figueiredo, lembrou da importância da lisura e transparência em todos os setores do Brasil.

“Fico muito entristecida quando vejo membros do Judiciário envolvidos em escândalos, em situações que não são compatíveis com pessoas que fazem parte da Justiça. Aliás, o Brasil não tolera mais essa falta de vergonha que está assolando a nação, com tanta corrupção de todos os quadrantes, em todas as esferas. Mas nós do Poder Judiciário, temos o dever de combater isso, para que as pessoas tenham credibilidade e saibam que a Justiça continua e continuará sendo, o porto seguro de todo cidadão que tenha o seu direito compuscado, arrebatado das mais diversas formas”, disse.

Ainda durante seu discurso, a desembargadora-presidente afirmou estar feliz em voltar ao município e vê-lo em constante avanço, buscando cada vez mais o apoio para o crescimento do Poder Judiciário no Estado. “Temos que voltar a ética na política, na nossa casa, na nossa vida comum, especialmente no Judiciário. Então, me sinto feliz de voltar a Autazes depois de 8 anos e ver que a cidade cresceu. Desejo que o prefeito Thomé continue prosperando na sua gestão e que nós tenhamos todo o apoio do Poder Legislativo para que a justiça possa, cada vez mais, caminhar no sentido de fazer com que o cidadão se sinta seguro e tenha a paz social que todos nós precisamos”, declarou.

Graça Figueiredo fez questão de lembrar também da valorização do 1º Grau e o compromisso que cada magistrado assume ao tornar-se juiz. “Estou imprimindo, na minha gestão, a valorização do 1º Grau. O que quer dizer isso? Nós temos que primeiro, valorizar o juiz que inicia o processo. Eu agora, com 35 anos de profissão, tenho a honra de chegar a presidente do meu Poder, a quem dedico a minha vida, a minha juventude desde os 26 anos. Então, o juiz tem este dever. Quando ele assume o compromisso de prestar jurisdição, de se dedicar a magistratura, ele não tá escolhendo uma profissão, está escolhendo uma missão”.

CONSTRUÇÃO

Sobre a obra, Graça analisou cada parte do projeto e cobrou assim como fez o juiz da comarca, que todas as especificações do edital sejam cumpridas. “Tive a oportunidade conferir o projeto e fiquei encantada com todos os acabamentos. E espero, assim como disse meu colega Glen Hudson, que o responsável pela obra procure cumprir as metas traçadas no edital, para que nós tenhamos um fórum edificado, sólido, com todas as especificações que foram definidas para o bom acolhimento da população”, finalizou.