Preso em Oruro está entre vítimas de chacina em sede de torcida do Timão - Fato Amazônico

Preso em Oruro está entre vítimas de chacina em sede de torcida do Timão

Sete das oito vítimas da chacina que deixou oito mortos na quadra da torcida organizada Pavilhão Nove, na madrugada deste domingo, já foram identificadas. Entre os executados está Fábio Neves Domingos, de 34 anos, ex-presidente da organizada. Fabio foi um dos torcedores presos em Oruro, na Bolívia, após a morte de Kevin Espada, em 2013. As sete vítimas já identificadas têm idades entre 19 e 38 anos. Segundo a polícia, as mortes não têm relação com rixa entre torcidas (assista ao vídeo acima).

Além de Fabio Neves, foram vítimas da chacina Ricardo Júnior Leonel do Prado, de 34 anos; André Luiz Santos de Oliveira, de 29 anos; Mateus Fonseca de Oliveira, 19 anos; Jhonatan Fernando Garzillo Massa, 21 anos; Marco Antônio Corassa, 19 anos; e Mydras Schmidt, de 38 anos, além de um oitavo não identificado.

Segundo o Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que investiga o caso, três homens armados invadiram a sede da torcida por volta das 23h de sábado e renderam as vítimas. Elas teriam sido obrigadas a deitar na quadra e, em seguida, executadas. Um homem ainda conseguiu fugir, mas foi baleado e chegou a ser socorrido, mas não resistiu. Outras duas pessoas estariam no local, correram e conseguiram escapar dos tiros. Uma das hipóteses para o crime é uma briga envolvendo tráfico de drogas.

Fábio Neves Rodrigues estava entre os corintianos que ficaram 106 dias presos na Bolívia, ano passado,acusados de participação na morte do garoto Kevin Douglás Beltrán Espada, de 14 anos. O jovem foi atingido por um sinalizador marítimo durante o empate por 1 a 1 entre San José, da Bolívia, e Corinthians, pela primeira fase da Taça Libertadores da América. Em agosto do ano passado, ele também foi identificado entre torcedores que participaram de uma briga no estádio Mané Garrincha, em Brasília, durante confronto entre Timão e Vasco, pelo Brasileirão.

Mortos já identificados

– André Luiz Santos de Oliveira, 29 anos

– Fábio Neves Domingos, 34 anos

– Jhonatan Fernando Garzillo Massa, 21 anos

– Marco Antônio Corassa júnior, 19 anos

– Matheus Fonseca de Oliveira, 19 anos

– Mydras Schimidt Rizzo, 38 anos

– Ricardo Júnior Leonel do Prado, 34 anos