Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

As mães dos internos da Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI) já estão com os presentes garantidos.  A poucos dias da celebração do Dia das Mães, neste domingo, os detentos trabalham na confecção de lembranças como parte das atividades do projeto “Espaço Terapêutico”, criado para a resocialização dos apenados.
O objetivo do projeto é gerar uma terapia ocupacional nos presos e promover uma reflexão sobre os valores e comportamentos de fundo emocional. Durante sete dias, 10 internos, divididos em dois grupos de cinco, confeccionaram mais de 120 lembrancinhas, entre elas: sabonetes artesanais; corações de EVA para armazenar os sabonetes e bolsinhas de EVA e flores de papel cartão para colocar chocolates.
“Essa atividade teve como objetivo ampliar o campo de ação, estimulando condições de bem-estar e autonomia, por meio do fazer afetivo, relacional, material e produtivo o espaço terapêutico contribuiu com os processos de produção de vida e saúde”, informa a gerente técnica da UPI, Maria Domingas Printes.  
Já para a psicóloga da UPI, Patrícia Mendes, a cada 15 dias o Espaço Terapêutico atende um grupo de reeducando com transtornos mentais. Segundo ela, essas ações são importantes, valorizam o trabalho do reeducando proporcionando o bem estar, autoestima e o sentimento de amor ao próximo. 
Um dos participantes das atividades, o detento Fábio da Silva, afirma que as ações trabalhadas no Espaço Terapêutico o fazem se sentir muito melhor: “Me sinto muito bem trabalhando com arte, o tempo passa mais rápido também e desta vez tem um diferencial, estou fazendo algo para homenagear todas as mães da unidade prisional com essas lembranças”, analisa o preso.

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •