Projeto em parceria com a CGU e Instituto Maurício de Sousa vai beneficiar mais de 6 mil alunos da Semed - Fato Amazônico

Projeto em parceria com a CGU e Instituto Maurício de Sousa vai beneficiar mais de 6 mil alunos da Semed

Gestores das 68 escolas municipais de todas as zonas geográficas de Manaus participaram, na manhã desta quinta-feira, 20, da exposição geral do projeto “Um por todos e todos por um! Pela Ética eCidadania”. A ação é resultado da parceria da Secretaria Municipal de Educação (Semed) com a Controladoria Geral da União (CGU/AM) e Instituto Cultural Maurício de Sousa, que vai beneficiar 6.251 alunos do terceiro ano do Ensino Fundamental.

O projeto vai disseminar entre as crianças valores relacionados à participação social, democracia, autoestima, respeito à diversidade, responsabilidade cidadã, além de interesse pelo bem-estar coletivo.

No primeiro semestre deste ano, a CGU, em Brasília, disponibilizará aos professores um tutorial sobre as diretrizes e parâmetros do projeto. A qualificação ainda será definida pela equipe da controladoria, mas deve ocorrer de forma online. Também ocorrerá a entrega de kits aos alunos, com material didático dos personagens da Turma da Mônica, além da adesão das escolas municipais ao projeto.

A segunda etapa do projeto será no segundo semestre com a entrega do Manual do Professor para uso das atividades pedagógicas com a comunidade escolar em sala de aula. O subsecretário municipal de Administração e Finanças, Luís Fabian, explica que as escolas ganham mais uma ferramenta pedagógica em prol da cidadania.

“A nossa meta é a formação do cidadão por meio do material elaborado pelo CGU e Instituto Cultural Maurício de Sousa com temas importantes de participação social, democracia, autoestima, respeito à diversidade, responsabilidade do cidadão, interesse pelo bem-estar coletivo. Nós precisamos envolver esses conceitos com nossos alunos. Portanto, olhamos de forma muita positiva essa parceria”.

O coordenador do Núcleo de Ações de Prevenção da Corrupção (NAP) da CGU, Rafael Novo, lembra que é fundamental trabalhar desde cedo nas a cidadania dentro do contexto escolar. “Vamos formar crianças cidadãs desde pequenas. O importante é que elaspossam saber o que é imposto, de onde vem o dinheiro para sustentar a escola, a origem do dinheiro da merenda escolar, saber que ela tem direito a uma merenda escolar de qualidade, que tem direito a professores bem pagos e motivados. Vamos tentar fomentar desde os primeiros anos de ensino essa atividade cidadã e também mostrá-la de que forma ela pode ajudar a cuidar do patrimônio público”.

A Escola Municipal Escritor Érico Veríssimo, localizada na Cidade Nova 5, zona Norte, é uma das unidades beneficiadas com o projeto. Segundo a diretora, Clair Fátima Dias, o novo recurso pedagógico será um aliado na conscientização dos alunos sobre os direitos e deveres do cidadão. “Sabemos que fora da escola, junto à família, a criança está aprendendo cidadania, mas agora teremos um reforço a mais para que elas tenham uma conscientização maior sobre o assunto. Vamos ensinar os alunos a serem mais reflexivos sobre seu bairro, sua cidade e seu estado. Analiso esse encontro do projeto como algo positivo e fundamental na vida dos nossos alunos”, completou.

Esta é a primeira vez que a Semed participa do projeto, que beneficiará 6.251 alunos do 3º ano do ensino fundamental das unidades de ensino. O projeto será desenvolvido no segundo semestre deste ano. A comunidade escolar receberá um kit com todo material didático, enquanto o educador um manual do professor.

Uma equipe da CGU fará o acompanhamento da entrega dos kits, do tutorial para capacitação dos professores, a execução do projeto nas escolas municipais e ficará à disposição da própria escola, professor e comunidade escolar para qualquer dúvida sobre a execução do projeto.