Público recorde marca MPF na Comunidade em Rio Preto da Eva e Itacoatiara - Fato Amazônico

Público recorde marca MPF na Comunidade em Rio Preto da Eva e Itacoatiara

Mais de 1,7 mil cidadãos dos municípios amazonenses de Rio Preto da Eva e Itacoatiara participaram ativamente das diversas atividades e ações promovidas pelo Ministério Público Federal no Amazonas (MPF/AM), por meio do projeto MPF na Comunidade, ao longo desta semana. O público presente nos encontros de abertura, atendimentos individuais e audiências públicas realizadas é o maior já registrado desde o lançamento do projeto no Amazonas, em 2012.

O encontro de apresentação e abertura do projeto no município de Itacoatiara (a 176 quilômetros de Manaus) registrou o maior público já recebido pelo projeto: cerca de 710 pessoas atenderam o convite do MPF para conhecer melhor o trabalho da instituição e apresentar as principais demandas coletivas da cidade. Ao longo da permanência da equipe, cerca de 240 itacoatiarenses buscaram a Sala de Atendimento ao Cidadão para apresentar denúncias e receber orientações. Entre as principais reclamações estão problemas relacionados a desvios de verba pública, transporte escolar e educação, entre outros.

Em Rio Preto da Eva (a 57 quilômetros de Manaus), as ações do projeto somaram-se à audiência pública promovida pelo programa Ministério Público pela Educação, realizado de forma integrada ao MPF na Comunidade no Amazonas, em parceria com o Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM). O encontro de abertura reuniu aproximadamente 160 pessoas na tarde de um domingo chuvoso no município. Na audiência pública promovida pelo MPEduc, a participação chegou a 580 pessoas. Os atendimentos individuais – 44, ao todo – trouxeram como principais demandas a regularização do pagamento do funcionalismo público municipal, atrasado há três meses e melhorias no serviço das unidades básicas de saúde e no fornecimento de medicamentos.

A 8ª edição do projeto MPF na Comunidade que se encerra hoje (17), com a entrega de recomendações resultantes das reuniões, atendimentos e inspeções realizados ao longo da semana, é a primeira realizada após a inclusão da iniciativa como projeto finalístico do Ministério Público Federal – com garantia de recursos e adequação às ações do Planejamento Estratégico do MPF. Em 2015, estão planejadas outras quatro edições do projeto e todas contarão com apoio financeiro da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC).