Quadrilha que faturava mais de R$ 10 milhões por ano em Manaus é preso pela Repressão ao Crime Organizado - Fato Amazônico

Quadrilha que faturava mais de R$ 10 milhões por ano em Manaus é preso pela Repressão ao Crime Organizado

Após mais meses de investigação, a Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) desarticulou uma de estelionato e lavagem de dinheiro que atuava em Manaus e em Rondônia, Mato Grosso, Ceará e Goiás, ganhando por semana cerca de R$ 400 mil. Na operação, intitulada “Puro Malte”, deflagrada na manhã de ontem foram cumpridos 19 mandados de prisão um deles contra Carlos César Bruno da Silva, 40 anos, gerente do supermercado DB da avenida Grande Circular e contra carteiros que vendiam cartões de créditos ao bando que faturava mensalmente cerca de R$ 10 milhões por ano.

Na ação foram apreendidos dez veículos, mais de R$ 63 mil reais em residências, 26 folhas de cheque em branco e 77 cartões de crédito, aparelhos eletrônicos, uma pistola PT 380 e um revólver calibre 38 e 100 munições intactas de vários calibres.

De acordo com diretor da DRCO, delegado Sandro Sarks, as investigações foram iniciadas em setembro do ano passado quando uma testemunha, dona de uma empresa, alegou ter sofrido prejuízo de R$ 120 mil em um cartão corporativo.

O delegado disse que o esquema das fraudes eram liderados pelo empresário Claudino Alves do Prado, 51, vulgo “Show” e Luís Fabiano Oliveira de Lima, 35. Seriam eles os responsáveis em convocar os cinco carteiros na aplicação dos golpes.

“Eles atuavam no sentido de guardar correspondências com cartões e senhas para depois entregar à quadrilha. As vítimas, donas dos cartões, eram principalmente de áreas nobres como Ponta Negra, Parque das Laranjeiras e Vieralves”, disse Sarks.

Os cartões de acordo com o delegado eram desbloqueados por outros integrantes da quadrilha. O líder da quadrilha, Claudino chegou a comprar com o dinheiro dos cartões um uma BMW de placas OAE–5504 e pagou pelo carro a vista a importância de R$ 150 mil.

Durante a operação foram presos Luis Fabiano de Lima, 34, Claudino Alves do Prado, 51, conhecido como “Show”, que já foi preso em vários estados, à companheira dele Jusele Lemos Leal, 31, Manoel de Jesus Alves de Araújo, 25, a cunhada de Luis Fabiano, Cinara Giselle de Souza Andrade, 22, o marido dela, Jardel Ferreira Bezerra, 28, Paulo Sergio Borgneth Pantoja, 45, Carlos Cesar Bruno da Silva, 40, os irmãos Elielson de Amaral Sousa, 28, Marcia de Amaral Sousa, 34, Diego Jansen de Paula Caetano, 31, Nailson Gama da Silva Júnior, 20.