Quarenta e oito estudantes de escolas públicas e particulares do Amazonas participam da 8ª Edição do Parlamento Jovem - Fato Amazônico

Quarenta e oito estudantes de escolas públicas e particulares do Amazonas participam da 8ª Edição do Parlamento Jovem

A 8ª edição do Programa Parlamento Jovem teve início ontem de manhã na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), reunindo 48 estudantes do ensino médio de escolas públicas e particulares de oito municípios do Estado. Durante duas semanas esses alunos terão a oportunidade de vivenciar, como jovens parlamentares, o dia a dia do Legislativo, dos deputados estaduais, aprender sobre política e elaboração de projetos e, no final, apresentar propostas de Lei de autoria própria. Fruto de uma parceria entre o Poder Legislativo estadual e a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), o Programa é organizado pela Escola do Legislativo da Aleam, por meio da gerência de Educação Cidadã.

Neste primeiro dia de atividades, pela manhã, os jovens parlamentares tiveram uma atividade de integração, o recebimento do material que irão utilizar durante as duas semanas do Programa e uma palestra sobre o papel institucional da Assembleia Legislativa. Na parte da tarde, os estudantes aprenderão sobre a estrutura e funcionamento do Poder Legislativo e sobre os procedimentos legislativos durante as sessões ordinárias. Além disso, os jovens serão apresentados aos assessores dos deputados estaduais e será realizado o sorteio para definir quem será o padrinho de cada jovem parlamentar, função desempenhada pelos parlamentares da Casa.

“O poder que representa a democracia é o Legislativo e esse trabalho (Parlamento Jovem) vem para fortalecer esta Casa, pois estamos cientes que há pessoas que realmente lutam por isso (democracia) e a gente tenta passar isso para os alunos e o efeito é imediato, pois eles passam a ser comprometidos, socializam essas informações na sociedade, pois todos os estudantes eleitos são líderes, pois foram eleitos dentro de suas escolas”, destaca a gerente de Educação Cidadã, Cassandra Cabral dos Anjos.

Juliana Costa, 17, aluna do terceiro ano do ensino Médio da Escola do Sesc, unidade Campos Elíseos, localizada na zona Centro-Oeste de Manaus, disse estar empolgada com a experiência no Parlamento Jovem e adiantou que pretende formular um projeto voltado ao ensino de política aos alunos do ensino Fundamental.

“A gente está bastante motivado. É uma oportunidade de fazer a diferença, é assim que a gente vê. É uma oportunidade de ouro chegar aqui e ter toda uma assessoria, de ter todas essas pessoas em prol de uma mesma causa, de mudar a consciência política, principalmente de nós jovens, que poderemos mudar o que precisa ser mudado e criar um novo cenário”, disse.

A expectativa é compartilhada por Hemily Marinho, 17, aluna do terceiro ano do ensino Médio da Escola Estadual Rio Preto da Eva, localizada no município de mesmo nome, distante 57 km da capital. A jovem chama atenção para a oportunidade de crescimento pessoal que o Parlamento Jovem oferece aos seus participantes.

“Pretendo entender mais como os deputados trabalham, como é desenvolver um projeto, pois ainda tenho um entendimento ‘cru’ sobre isso. Política, pra mim, até pouco tempo atrás era só corrupção, colocava a culpa sempre no governo e agora entendo que nosso País está assim hoje por falta de conhecimento”, contou.

A posse do Parlamento Jovem acontece na próxima quinta-feira (22), às 11h, no Plenário Ruy Araújo. Os municípios com representante nesta 8ª edição do programa são Manaus, Presidente Figueiredo, Itacoatiara, Rio Preto da Eva, Manaquiri, Manacapuru, Itapiranga, Iranduba e Nova Airão.