Quenianos vencem a São Silvestre. Giovani dos Santos chega em 4º - Fato Amazônico

Quenianos vencem a São Silvestre. Giovani dos Santos chega em 4º

A supremacia queniana na São Silvestre ganhou dois novos capítulos na manhã desta terça-feira. Líder absoluta a partir da segunda metade da prova, Nancy Kipron resistiu à ameaça etíope na reta final e conquistou seu primeiro título em São Paulo com o tempo de 51m58s. Minutos depois, o compatriota Edwin Kipsang cruzou a linha de chegada em 43m48s para confirmar o bicampeonato entre os homens, acompanhado de outros dois quenianos. Entre os brasileiros, Sueli Silva, em sexto, e Giovani dos Santos, em quarto, foram os melhores colocados.

“Estou satisfeito com o resultado da corrida. Fui com os quenianos até onde deu, e teve um momento em que eu cheguei a encostar. Achei que dava para pegar o terceiro lugar, mas senti um problema na panturrilha, e graças a Deus consegui chegar em quarto. A gente vem trabalhando muito, os resultados estão aparecendo, e a nossa hora vai chegar. Achei que o terceiro seria nesta terça-feira, mas senti a panturrilha na subida e isso dificultou um pouquinho”, disse Giovani.

Feminino

Nancy se desgarrou das concorrentes por volta do décimo quilômetro. Pouco antes disso, ela vinha polarizando a disputa com Sara Makera, da Tanzânia, que acabou ficando para trás. No início da subida da Avenida Brigadeiro Luís Antônio, já estava claro que a tal barreira seria finalmente superada.

A atleta número cinco completou o percurso em 51min59. A campeã, que treina em Nova Santa Bárbara, no interior do Paraná, já havia sido a primeira colocada em outras provas relevantes do Brasil, como a Volta da Pampulha e a Meia Maratona do Rio de Janeiro. Faltava um triunfo na São Silvestre, corrida na qual ela chegou a chorar em 2011. No ano passado, ela foi só a sétima colocada.