Rede de Banco de Leite Humano do Estado ganha novo Posto de Coleta, no município de Tefé - Fato Amazônico

Rede de Banco de Leite Humano do Estado ganha novo Posto de Coleta, no município de Tefé

O município de Tefé (a 522 quilômetros de Manaus) ganhou um Posto de Coleta de Leite Humano (PCLH), com capacidade de produção estimada em dez litros de leite por mês. A unidade foi inaugurada na última sexta-feira, 20, por meio de uma parceria entre a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) e a secretaria de Saúde do município.

O PCLH se chama Nely Lima e funciona no Hospital Regional de Tefé, atendendo também a demanda de municípios vizinhos, como Alvarães, Fonte Boa, Japurá, Juruá, Jutaí, Maraã e Uarini. Este é o segundo posto de coleta em funcionamento no interior. O outro está no município de Borba (a 151 quilômetros de Manaus).

O leite coletado no PCLH Nely Lima será pasteurizado em Manaus, no Banco de Leite do Amazonas, que funciona na Maternidade Ana Braga, na zona Leste, e em seguida reenviado a Tefé. No município, o leite servirá para atender bebês prematuros e recém-nascidos que tenham alguma dificuldade para serem amamentados na forma convencional, devido a algum problema de saúde deles ou da mãe.

A rede estadual de saúde tem atualmente três Bancos de Leite Humano e mais 20 postos de coleta (em instituições públicas e privadas), todos em Manaus. No período de janeiro a setembro de 2017, a quantidade de leite humano coletado no Estado foi de 1.539 litros e 1.347 litros distribuídos. Essa produção permitiu atender a 3.226 bebês prematuros.

“A iniciativa do município de Tefé é muito importante e vai ajudar bebês prematuros que precisam desse alimento. Esse tipo de ação contribui, inclusive, para a redução da mortalidade infantil. É importante que outros municípios se organizem para criar seus próprios postos de coleta também. Tefé está de parabéns”, elogiou Katherine Benevides, coordenadora estadual de Saúde da Criança da Susam.

Doadoras

As mulheres interessadas em doar leite no município podem procurar o PCLH, de segunda à sexta-feira, das 7h às 18h. O posto de Tefé também está recebendo doação de frascos de vidro com tampa plástica, do tipo café solúvel ou maionese, utilizado para armazenar o leito coletado.

Em 2016, os três bancos da rede estadual receberam a doação de 2.154 litros de leite, possibilitando o atendimento de 4.321 bebês prematuros que precisaram do alimento.

Todos os anos milhares de mães se cadastram nos bancos de leite mantidos pela Susam, ajudando a salvar milhares de crianças. O alimento doado é destinado a bebês que por complicações de saúde, logo após o nascimento, são internados em UTIs, o que os impede de receber o leite direto do peito da mãe.

“O leite humano que vai para um bebê que está na UTI é tão importante quanto o sangue que vai para uma pessoa vítima de um grave acidente. Salva vidas”, ressalta Katherine Benevides.