Reizo afirma que José Melo mandou tirar do ar o programa “A voz da esperança” em represália - Fato Amazônico

Reizo afirma que José Melo mandou tirar do ar o programa “A voz da esperança” em represália

O vereador Reizo Castelo Branco, fez um desabafo no seu facebook, onde afirma que a retirada do Programa a Voz da Esperança, apresentado por ele e seu pai o deputado federal Sabino Castelo Branco, que ia ao ar na TV Em Tempo, do empresário Otávio Raman, foi uma determinação do governador José Melo, em represália por eles mostrarem que o governo é “uma farsa”.

Reizo, termina o desabafo mandando um recado a José Melo: “E para finalizar, quero dizer ao governador que a população vai dar a resposta na hora certa a esta represália. Um abraço!”

Veja o desabafo

Quero informar aos nossos amigos e telespectadores do programa “A Voz da Esperança” que estamos fora do ar porque o governador José Melo deu uma ordem para nos "tirar" da TV. Eu sempre tive uma admiração especial pela forma como professor tratava a nossa população, por isso, nunca pensei que o poder pudesse transforma-lo em um ditador. A represália foi por mostramos que esse governo é uma farsa.

Governador, o senhor queria que eu dissesse que a saúde está bem? Não posso, porque não está! As pessoas estão mendigando uma ficha e morrendo nas filas. Os idosos sãos os que mais sofrem quando precisam de um CAIMI. É a velha história do “Você finge que pode contar com os hospitais e eu finjo que todos estão sendo atendidos com dignidade”.

O senhor gostaria que eu dissesse que a segurança é uma das melhores do Brasil? Desculpe, não dá! O que estamos vendo é a falta de segurança em todas as zonas de Manaus. Não acreditei quando vi a nossa polícia fazendo greve. A que ponto chegamos! Manaus está de cabeça para baixo!

Por isso, mais uma vez, eu e minha família estamos sofrendo represálias por mostrarmos a verdade. Se este é o preço que vamos pagar por defender a população, então vamos pagá-lo de cabeça erguida! Amigos, por enquanto, estamos fora do ar. Mas, vamos continuar nos vendo nos bairros da capital como temos feito desde o meu primeiro mandato.

E para finalizar, quero dizer ao governador que a população vai dar a resposta na hora certa a esta represália. Um abraço!