Na manhã desta segunda-feira (25) a Comissão de Políticas Sobre Drogas da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) recebeu a visita da comitiva de representantes da Fazenda da Esperança. O encontro marcou o início da parceria dos trabalhos entre a Comissão e a comunidade terapêutica.

O fundador da Fazenda da Esperança, Frei Hans Stapel, destacou durante o encontro a importância da atuação da Fazenda no Amazonas e a expectativa de trabalho com o novo Presidente da Comissão de Políticas Sobre Drogas, deputado Carlinhos Bessa (PV). “O trabalho no combate às drogas é complicado e urgente; precisamos unir forças. Conseguimos realizar o trabalho no Estado em parceria com os últimos governadores e, em 18 anos, ajudamos a sociedade com aproximação, diálogo, tratamento e educação social. O deputado Carlinhos Bessa, representa esperança. Agora poderemos trabalhar para aumentar o número de atendimento e corresponder a demanda que possuímos”, disse.

O Bispo Emérito Dom Mario Pasqualotto, integrante da Comitiva, falou sobre a importância da desburocratização do processo assistencial dos Poderes à Fazenda e salientou o trabalho desenvolvido por Bessa antes do mandato. “A dimensão do acesso às drogas é assustadora, logo, todos os envolvidos na busca pela solução do problema são bem-vindos. A boa vontade e sinceridade de pessoas como o deputado Carlinhos, que ajuda o nosso projeto muito antes de sua atuação política, me deixa muito feliz e esperançoso. É preciso desburocratizar a ajuda, simplificar e trabalhar. Com a experiência do que já desenvolvemos na Fazenda e a Comissão de Políticas Sobre Drogas, podemos desenvolver, juntos, ações para dar mais oportunidades a aqueles que querem deixar o mundo das drogas. Para atender a imensidão do Amazonas precisamos de parcerias, compromisso e trabalho, e é isso que vejo como proposta da Comissão”, declarou.

Sobre a Comissão de Políticas Sobre Drogas

A Comissão de Políticas Sobre Drogas faz parte das comissões permanentes da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) e tem como principais objetivos propor políticas públicas de combate e prevenção às drogas, coordenar e acompanhar programas de recuperação, reinserção social e redução dos danos sociais.