Ribeirinhos do Amazonas recebem filtros da ADRA - Fato Amazônico

Ribeirinhos do Amazonas recebem filtros da ADRA

Amazonas, AM… [ASN] Segundo informações da Fundação Nacional da Saúde (Funasa) aproximadamente 40 milhões de pessoas não possuem acesso à água potável no Brasil. Com este dado e com o intuito de melhorar a condição de moradores ribeirinhos do rio Manacapuru, no Amazonas, um grupo de 25 jovens norte-americanos, coordenados pela Pacific Union College (Faculdade Adventista na Califórnia), se dispuseram a passar sete dias na comunidade Rosa de Saron para realizar ações de melhoria: a construção de uma casa de madeira, a pintura da clínica da ADRA (agência humanitária da Igreja Adventista) e a montagem de 33 filtros de água. A parceria entre a ADRA Brasil e o Pacific Union College já é realizada desde 2011.

Os filtros trazidos pelos estudantes oferecem acesso fácil e seguro na obtenção de água potável em qualquer local, e mesmo em fontes de águas duvidosas e contaminadas. Segundo laudos laboratoriais do fabricante, o filtro remove e mata 99% das bactérias e protozoários transmitidos pela água.

Além da distribuição de filtros, também foi feita a construção de uma casa de madeira e a pintura da clínica da ADRA.

Segundo a ADRA, a utilização do filtro, que tem uma vida útil de cinco anos, trará benefícios para a comunidade que utilizava a água do rio para cozinhar, limpar a casa e tomar banho. “Nosso objetivo é que todas as famílias de diferentes comunidades que são atendidas pela ADRA tenham esse filtro em seus lares”, pontua o diretor da ADRA Brasil – regional Amazonas, pastor Herber Kalbermatter.

Todas estas ações tiveram lugar justamente numa época em que algumas regiões do Brasil passam por racionamento e outras lutam para melhorar a qualidade da água que não é indicada para o consumo. Além disso, no dia 22 de março, comemorou-se o Dia Mundial da Água, quando a sociedade aproveitou a oportunidade para incentivar ações que possam combater o desperdício e levar soluções para fontes poluídas.