Rocam prende quadrilha com armas e drogas na Zona Leste de Manaus - Fato Amazônico

Rocam prende quadrilha com armas e drogas na Zona Leste de Manaus

Policiais da Ronda Ostensiva Cândido Mariano prenderam na madrugada desta quinta-feira Wilson Brito de Souza, 18, o “Biro”, Edvan Valdir Gaia Goldinho, 18, o “Pula”, Antônio Vandeley dos Santos, 25, Júlio Santos da Silva, 24, e Gilvanildo Bentes Mamed, 22, o “Chocolate” e mais apreensões de dois adolescentes de 13 e 15 anos. A prisão de uma quadrilha na Rua Magnólia, localizada na 1ª etapa do bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus.

As prisões ocorreram por volta das 3h desta madrugada, após denúncias anônimas informando que no endereço estariam comercializando drogas e realizando orgias envolvendo adolescentes. Em revista no local, os policiais encontraram a adolescente em um cômodo praticando sexo com um rapaz, enquanto outros cinco rapazes, sendo quatro maiores e um menor, aguardavam para praticar o ato com a moça.

Na casa foram apreendidas uma pistola de 9 milímetros e 700 gramas de entorpecentes, entre cocaína, pasta a base de cocaína e maconha. Ao serem questionados sobre a droga, eles informaram que trabalhavam para “Chocolate”, que morava em frente à residência deles. No endereço, os policiais fizeram a prisão de “Chocolate” e apreenderam mais 100 gramas de oxi e um revólver de sete polegadas, de calibre 38, com sete munições intactas. Em outra residência, que estava vazia, eles encontraram uma metralhadora de 9 milímetros com 38 munições e uma Tv Led de 51 polegadas.

No 14º DIP, o delegado plantonista, Robson Siqueira, informou que “Pula” e Júlio foram encaminhados à Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), para prestar esclarecimentos sobre o homicídio de Francisco Fabrício de Freitas, 46, ocorrido no dia 8 de março deste ano, além de outros crimes.

A quadrilha foi autuada por tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas (Artigos 33 e 35, respectivamente da Lei nº 11.343/06), porte e posse ilegal de arma de fogo de uso restrito (Art. 16 da Lei nº 10.826/03 do Estatuto de Desarmamento), corrupção de menores (Art. 244 B, do Estatuto da Criança e do Adolescente) e associação criminosa (Art. 288 do Código Penal). Após os trâmites legais, eles serão encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa.