Rodoviários cumprem ameaça e param coletivos na Praça da Matriz, no Centro de Manaus - Fato Amazônico

Rodoviários cumprem ameaça e param coletivos na Praça da Matriz, no Centro de Manaus

Os rodoviários cumpriram a ameaça feita depois do afastamento liminar, pela Justiça do Trabalho, dos irmãos Givancir e Josildo Oliveira, da direção do Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes Rodoviários de Manaus (STTRM). Eles paralisam os coletivos na terminal de ônibus na Praça da Matriz, no Centro de Manaus.

De acordo com fontes do Fato Amazônico, sindicalistas pegaram as chaves dos coletivos e desapareceram em meio a confusão que tomou conta da Praça da Matriz, por conta da paralisação dos ônibus.

O clima na Praça da Matriz, esquentou com a paralisação, houve discussões entre sindicalistas e usuários, revoltados com a decisão dos trabalhadores de cruzarem os braços depois do afastamento da diretoria do Sindicato.

Uma liminar do Tribunal Regional do Trabalho, afastou na manhã de hoje da direção do Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes Rodoviários de Manaus (STTRM) os irmãos Givancir e Josildo Oliveira.

Ao deixar o prédio do sindicato, Josildo Oliveira, mandou um recado que a categoria poderá parar geral. “A categoria vai decidir quem quer na direção do sindicato”, disse o diretor, afirmando que os rodoviários poderão fazer uma paralisação geral.