Samsung participa do lançamento da Rede de Soluções de Desenvolvimento Sustentável para a Amazônia - Fato Amazônico

Samsung participa do lançamento da Rede de Soluções de Desenvolvimento Sustentável para a Amazônia

A Samsung Eletrônica da Amazônia marcou presença no lançamento da Rede de Soluções de Desenvolvimento Sustentável para a Amazônia (SDSN-Amazônia, com a sigla em inglês). O evento aconteceu ontem no auditório da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), e teve como objetivo debater sobre a perspectiva da ONU no processo de criação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) e sua relação com diferentes áreas de atuação.

“Estamos neste evento para, além de conhecer novas propostas da SDSN-Amazônia, mensurar de que forma a Samsung poderá integrar o grupo, dando a sua colaboração como produtora de tecnologia”, explicou o vice-presidente da Samsung para Novos Negócios na América Latina, Benjamin Sicsu.

O executivo lembrou que a Samsung já investe em projetos da Fundação Amazônia Sustentável na área de educação e meio ambiente. “Nossa parceria vem inserindo a tecnologia produzida pela Samsung nos programas da FAS, viabilizando projetos como as Escolas Digitais”, afirmou.

De acordo com o Vice-presidente de Comunicação da Samsung para América Latina, Mário Laffitte, a participação da empresa nos projetos da FAS reforça um dos valores da multinacional, que é a questão da sustentabilidade. “A Samsung faz grandes investimentos em projetos sociais pelo mundo. No Brasil, investimos nas escolas de alta tecnologia, que dispõem de tablets, quadros interativos e internet dentro das salas de aula. Para a empresa, Educação é um tema chave nos projetos de cidadania”, informou.

Dentre os projetos da empresa coreana, destaque para a Escola Samsung, na comunidade Três Unidos, onde moram aproximadamente 20 famílias. O espaço promove ensino de qualidade em áreas isoladas e conscientiza os estudantes para a conservação ambiental.

Laffitte explicou, ainda, que os projetos incentivados pela Samsung estão fundamentados em três pilares: Desenvolvimento Econômico, que gera renda para as comunidades; Fator Social, que viabiliza a inclusão do cidadão na sociedade; e a Questão Ambiental, que leva em consideração a sustentabilidade e preservação do meio ambiente.

Além de representantes da Samsung, estiveram presentes nesse encontro o Prof. Jefferey Sachs (diretor do Instituto Terra na Columbia University e Assessor Especial do Secretário Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon), a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira; Clemente Baena, embaixador do Ministério das Relações Exteriores (MRE) e Denise Hamu, coordenadora do Programa de Meio Ambiente das Nações Unidas (PNUMA).

Sobre a SDSN-Amazônia

A SDSN-Amazônia contará com a participação de pesquisadores, tomadores de decisões, especialistas e líderes empresariais para catalisar e construir soluções para a sustentabilidade com base em experiências da Amazônia Continental, que abrange nove países. Essas experiências devem ser adaptadas e replicadas para regiões em desenvolvimento com desafios parecidos da Amazônia, como a África Central (Bacia do Congo) e o Sudeste Asiático (Indonésia e Vietnã). Dessa forma, poderão colaborar para o quadro de metas e objetivos para o desenvolvimento sustentável pós-2015.

Por meio de uma plataforma na internet, a SDSN-Amazônia promoverá o diálogo e informará políticos com base em evidências técnicas e científicas sobre as questões e prioridades identificadas pelos governos. Assim, trará soluções embasadas em grande escala, com o engajamento da sociedade civil e apoio de políticas públicas. Isso está intimamente ligado com os desafios que muitos países vem sofrendo, como o Brasil, com altas temperaturas, que geram a seca, falta d’água e até de energia, ou as fortes chuvas, que ocasionam enchentes.

“O clima está cada vez mais alterado e a população mais pobre é a mais vulnerável às mudanças climáticas e à degradação ambiental. Por isso, é necessário integrar as agendas ambientais com os esforços para a erradicação da pobreza. A Amazônia é responsável pelo oferecimento de serviços ambientais cruciais para a regulação do clima e estabilidade de ecossistemas locais, regionais e globais. Isso comprova como os desafios para sua conservação podem ser usados como exemplo para diversas regiões”, comentou Virgílio Viana, superintendente geral da Fundação Amazonas Sustentável (FAS) e presidente da SDSN-Amazônia.

Viana é Vice-presidente do grupo temático para oceanos, florestas, biodiversidade e serviços ambientais e um dos poucos brasileiros que participam da Rede SDSN da ONU. Foi ele quem propôs a criação da SDSN-Amazônia, a única rede criada fora da ONU. A proposta para sua criação surgiu em um dos encontros em Nova Iorque, na sede das Nações Unidas, e contou com apoio de Jeffrey Sachs (líder da SDSN e diretor do The Earth Institute, Universidade de Columbia, EUA).

Sobre a FAS

A FAS é uma organização brasileira não governamental, sem fins lucrativos, de utilidade pública federal e estadual, criada em 20 de dezembro de 2007, por meio de uma parceria entre o Governo do Estado do Amazonas e o Banco Bradesco. A instituição, a partir de 2009, passou a contar com o apoio da Coca-Cola Brasil e, em 2010, do Fundo Amazônia (BNDES). O principal programa da FAS é Bolsa Floresta, que é o primeiro projeto brasileiro com certificação internacional para compensar as populações tradicionais e manter os serviços ambientais fornecidos por meio das florestas. Além disso, ela desenvolve programas nas áreas de saúde, educação, produção sustentável, gestão, monitoramento do desmatamento e desenvolvimento científico, em parceria com diversas instituições governamentais e não governamentais. Atualmente, a Fundação beneficia 8.855 famílias, em 562 comunidades, em uma área superior a 10 milhões de hectares, em 15 Unidades de Conservação (UCs) do Amazonas.

Sobre a Samsung Electronics

A Samsung Electronics é líder global em tecnologia e abre novas possibilidades para usuários em todo o mundo. Por meio de um processo de constante inovação, estamos transformando os mercados de televisores, smartphones, computadores pessoais, impressoras, câmeras, eletrodomésticos, soluções LTE, equipamentos médicos, semicondutores e soluções de LED. Empregamos 286 mil pessoas, em 80 países, com vendas anuais superiores a US$ 216.7 bilhões. Nosso objetivo é criar novas possibilidades para as pessoas ao redor do mundo. Para saber mais, acesse: www.samsung.com.br.