A criação da Universidade Federal do Médio e Baixo Amazonas, que terá sede em Parintins, é defendida pelo deputado Saullo Vianna (PPS). O parlamentar participou de evento realizado no município para tratar do assunto e enumerou as vantagens socioeconômicas que a implantação da instituição vai trazer para população daquela região.

A Audiência Pública, de iniciativa da Câmara Municipal de Parintins, reuniu além de políticos, profissionais da Educação, classe acadêmica local e sociedade civil organizada, na última sexta-feira (1o.)

“É uma proposta viável, a implantação da UFEMBAM. Com a criação de novas universidades federais no nosso Estado, tanto a do Baixo e Médio Amazonas, como também a do Médio e Alto Solimões, que vai ter sede em Benjamin Constant, nós vamos conseguir ampliar investimentos nas áreas de Ciência e Tecnologia, e consequentemente, iremos ganhar muito também em inclusão social, além de potencializar o crescimento do nosso capital intelectual no interior”, destacou.

Saullo salientou que, a partir da instalação da UFEMBAM em Parintins, estudantes dos municípios vizinhos do Amazonas e também do Pará vão ter a oportunidade de fazer curso superior, sem financeira que a maioria das famílias enfrenta quando os filhos se mudam para Manaus com o objetivo de fazer uma graduação.

“A criação de novas instituições federais no nosso Estado dá oportunidade para que cada vez mais pessoas tenham acesso a um curso superior sem ter que abandonar suas cidades, comprometendo o orçamento familiar, em busca do sonho de ter um diploma. O índice de evasão é muito grande, porque muitos desistem justamente pelas dificuldades que enfrentam ao encarar o desafio de se mudar para capital com objetivo de concluir um curso superior.”

Além da zona rural de Parintins, a UFEMBAM vai contemplar estudantes dos municípios do entorno, como Barreirinha, Nhamundá, Maués e também Terra Santa, Faro e Juriti, municípios do Pará.

Sobre a criação da UFEMBAM

O Governo Federal, por meio do Projeto de Lei 11.279/2019, cria as Universidades Federais do Alto e Médio Solimões e Baixo e Médio Amazonas. Com sede em Parintins, a UFEMBAM vai disponibilizar cursos nas áreas de Ciências Sociais, Educação e Zootecnia. No polo do Médio Amazonas, a sede será em Itacoatiara e os cursos disponíveis serão nas áreas de Tecnologia e Ciências Exatas.

Para o deputado Saullo Vianna, ouvir todos os segmentos e buscar alinhar diálogo vão ajudar a consolidar a UFEMBAM, principalmente, no que diz respeito às questões da autonomia financeira e acadêmica.

“Teremos a oportunidade de decidir quais cursos iremos disponibilizar, dando prioridade para cursos que sejam aptidão do município, e garantir aos alunos que moram na região, estudem cursos que serão úteis para estes profissionais não precisem mudar de cidade atrás de oportunidade de emprego”, concluiu.