O secretário Denilson Novo esteve conversando com o prefeito Clóvis Moreira Saldanha a respeito do Festribal (Foto Michel Dantas)
Compartilhe
  • 6
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    6
    Shares

O secretário de Cultura Denilson Novo e o diretor-presidente da Fundação Estadual do Índio (FEI) visitaram, no feriado de 1º de maio, o município de São Gabriel da Cachoeira para falar sobre propostas da realização do Festival dos Povos Originários do Rio Negro (Festribal), previsto para acontecer no final do agosto, e também sobre uma maior inclusão da cultura dos povos do Rio Negro nas políticas culturais do Estado.

“Viemos a pedido do governador Amazonino Mendes no intuito de ouvir as demandas da população de São Gabriel da Cachoeira e poder com o trabalho da SEC e da FEI contribuir para o desenvolvimento cultural da nossa gente. É impossível falar de cultura amazonense sem dar voz e vez à população indígena, que é a formação básica da nossa população amazonense”, disse Denilson Novo.

“O objetivo da visita do secretário atende uma determinação do governador que tem compromisso com o Festribal e também com outras atividades desenvolvidas no município de São Gabriel. Esta é a primeira vez que um secretário de Cultura visita o município e isso só fortalece as pontes para que sejam desenvolvidos novos projetos”, destacou Amilton Gadelha.

Apoio – O prefeito do município, Clóvis Moreira Saldanha, ressaltou a importância da visita das autoridades para a realização do Festribal. “Essa é a maior festa do nosso povo e desde o início estamos tendo apoio do governador Amazonino Mendes para que o município de São Gabriel cresça”, comentou. “Então, é com muita alegria que recebemos o secretário Denilson Novo e o diretor-presidente Amilton para reforçarmos o apoio ao festival. Espero que possamos fazer um grande festival”.

As autoridades também se reuniram com as agremiações Baré e Tukano, que participam do festival, que falaram sobre as principais demandas para o evento, que está previsto para acontecer entre 31 de agosto e 3 de setembro, de acordo com a Secretaria de Cultura do município. “O festival tem, na sua raiz, a criatividade e a originalidade dos povos do Rio Negro sempre resgatando a essência de São Gabriel da Cachoeira, e queremos aumentar a participação das etnias e apresentar tanto o folclore, como o tradicional, que já são tradição do evento. Esperamos ter o apoio do Governo, por meio da SEC, para que tenhamos recursos e possamos fazer o melhor festival”, disse Fábio Farias dos Santos, responsável pela agremiação Baré.

Segundo o secretário Denilson Novo, o Governo do Amazonas está empenhado em realizar o Festribal em parceria com as agremiações e a Prefeitura o município. “Acreditamos que quanto mais enraizado, mais forte é o evento e é isso que é o Festribal. O Governo tem todo o intuito de realizar o festival e vamos discutir a melhor maneira de trabalharmos em conjunto e para benefício de todos”, declarou.

FOIRN – Denilson Novo e Amilton Gadelha também visitaram a sede da Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro (FOIRN), onde acontece o 11º Encontro de Mulheres Indígenas do Rio Negro. O presidente da FOIRN, Marivelton Barroso, também apresentou as demandas para uma maior participação dos povos do Alto Rio Negro na cultura e economia do Estado. As autoridades receberam uma carta com as principais pautas entregue pelas indígenas que estavam no evento.

“Vamos tentar estreitar nossas relações para apresentar mais ao Estado nossa cultura, como nosso artesanato das nossas comunidades. Também queremos retomar nossos festivais de músicas indígenas para que tenhamos espaços para mostrar produtos e nossa diversidade cultural tanto aqui quando em outras regiões. Também queremos dizer que estamos à disposição do Governo para movimentarmos ainda mais a cultura do Alto Rio Negro”, explicou Marivelton.

Parceria – O diretor-presidente da FEI destacou que, além da parceria com a SEC, já tem medidas para dar mais espaço para os produtos indígenas na capital e em outros estados. “Já conseguimos fazer o Abril Cultural, que levou produtos indígenas para o Largo São Sebastião, e a FEI também vai ter um espaço para a exposição destes produtos”, disse Amilton Gadelha.

Denílson Novo ressaltou a importância da parceria com o Governo do Amazonas e da participação efetiva dos povos indígenas no Conselho Estadual de Cultura, que ainda está em processo de reformulação. “Somar parcerias é essencial para nós, mas é importante a representatividade destes povos para defender a questão indígena. Estamos trabalhando para reformular o conselho para assim termos estes representantes que poderão apresentar suas pautas para o Governo”, destacou.


Compartilhe
  • 6
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    6
    Shares