Secretária da Semed participa de reunião mensal com gestores de escolas da zona rural - Fato Amazônico

Secretária da Semed participa de reunião mensal com gestores de escolas da zona rural

Gestores da Divisão Distrital Zonal Rural (DDZ 7), da Secretaria Municipal de Educação (Semed), participaram na última sexta-feira (27) de reunião mensal, para tratar sobre demandas que possam melhorar o ensino das unidades escolares, da divisão. A reunião aconteceu no auditório da Escola Municipal Maria Leide de Amorim, localizada na Comunidade São João, no km 4, da BR 174.

Participando pela primeira vez de uma reunião de DDZ, a secretária da Semed, Kátia Schweickardt, destacou a importância de ouvir o ponto de vista dos que trabalham diretamente com os alunos nas escolas. Durante a reunião, ela pode ouvir relatos de experiências de gestores de unidades educacionais da área rodoviária e ribeirinha e, ainda, conhecer as principais demandas de escolas da zona Rural de Manaus.

A secretária considerou essa visita começando pela zona Rural como marco importante para mostrar a disposição da gestão em fazer um reposicionamento dos paradigmas. “Nossa preocupação maior é na ponta do processo. É ai que vamos estar focados”, disse Kátia Schweickardt. A secretária afirmou que ouviu dos gestores quais os principais problemas e necessidades da DDZ Rural, a partir da ótica deles e não apenas do que dizem os relatórios técnicos. “Isso vai servir para estabelecermos metas, para olhar melhor os contratos, para recolocar o foco da nossa gestão, sobretudo na parte administrativa”, informou.

Durante a reunião foram tratados temas como infraestrutura, merenda escolar, transporte de alunos e professores, entre outros assuntos.

Segundo a chefe da DDZ Rural, Edilene Pinheiro, a reunião teve como pauta principal deixar a secretária ciente dos acontecimentos da DDZ Rural e das necessidades expostas, que já estão recebendo o apoio da Semed. “Sabemos que essa questão de dinheiro público é bastante complexa, mas estamos confiantes no apoio. A reunião foi proveitosa. Esperamos que a secretária possa somar com o nosso trabalho e nós com o dela”, relatou.

“A gente vem com uma esperança de que o nosso trabalho possa fluir melhor. Tivemos a oportunidade de falar direto com a secretária, o que facilita a visualização dela dos pontos que precisam melhorar”, afirmou a gestora Marlondia Rodrigues, da Escola Municipal Solange Nascimento.

Para o gestor Sérgio Henrique, é importante o conhecimento das necessidades para que o melhor beneficiado seja o aluno em sala de aula. “A secretária veio nos ouvir e saber as dificuldades que permeiam o trabalho educativo na área Rural. É bom que ela tenha esse conhecimento e que, a partir disso, tome decisões que venham realmente solucionar ou melhorar os problemas e que os alunos tenham o melhor serviço educacional”, disse