Secretário Geral do Partido dos Trabalhadores visita Aleam - Fato Amazônico


Secretário Geral do Partido dos Trabalhadores visita Aleam

O secretário geral do diretório nacional do Partido dos Trabalhadores (PT),  Romênio Pereira, foi recebido na manhã de ontem (15), pelo presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado David Almeida (PSB).
O encontro foi na sala da presidência e também contou com a presença dos parlamentares José Ricardo e Sinésio Campos, ambos do PT, do deputado Serafim Corrêa, presidente de honra do PSB, e do presidente da Central Única dos Trabalhadores do Amazonas (CUT-AM), Valdemir Santana.
Após a reunião, Romênio evitou contar da pauta da reunião com David, mas falou com a imprensa sobre o cenário político no Amazonas. Ele afirmou que o partido vai respeitar as decisões do diretório regional sobre o processo eleitoral deste ano. “Estamos dialogando com várias forças políticas, mas qualquer posição da regional vai ser acatada  pela nacional”, disse Romênio. Ele lembrou que a decisão precisa ser tomada até o dia 10 de junho.
O secretário geral do PT também já conversou com o PDT, do governador Amazonino Mendes e com o PCdoB de Vanessa Grazziottin.
“Qualquer opinião, seja mínima, ela será precipitada e provavelmente não vai se tratar da realidade”, confirmou.
Segundo o presidente regional do PT,  Sinésio Campos, já foi dado um “start na busca por alianças” e as conversas irão se estender. “O start foi dado e agora vamos ouvir todas as forças políticas do arco de aliança, aprovado pelo 6º congresso nacional do partido, até que a decisão seja tomada”, disse.
Serafim Corrêa disse que o diálogo com o representante do PT nacional foi aberto. “O Romênio Pereira é muito habilidoso na política. A conversa foi muito boa, claro que o PT como o PSB tem suas direções nacionais e as eleições serão casadas com as eleições presidenciais e essas conversas vão prosseguir com toda serenidade e equilíbrio. Nós buscamos essa aliança, mas temos que entender e respeitar que cada partido tem seu próprio tempo”, finalizou Serafim.