A agenda do Departamento de Políticas e Programas Educacionais (Deppe), da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-AM), inicia este mês ações educativas voltadas para as escolas da rede estadual de ensino. A ideia das ações é promover educação de qualidade, redução das desigualdades e empoderamento feminino.

O primeiro ciclo educativo de 2019 terá palestras e oficinas nas escolas voltadas para alunos e professores, com o objetivo de conscientizar sobre direitos, diversidade e medidas de promoção da inclusão. Segundo Nilton Teixeira, coordenador do Deppe, as atividades são um instrumento educativo que auxiliam no combate ao preconceito dentro e fora da sala de aula.

“Nosso papel é promover a reflexão sobre o respeito e diversidade dentro das escolas, para que os alunos conheçam o amparo que eles têm de expressar seu verdadeiro eu, tornando-se multiplicadores desse conhecimento lá fora”, afirma Teixeira.

A preparação das palestras envolve os setores pedagógicos, a Gerência de Diversidade e a Gerência de Educação de Escolas Indígenas da Seduc-AM com objetivo de oferecer conteúdo inclusivo e específico para ser usado em sala de aula. Iniciadas em 2015, as ações educativas sobre direitos humanos alcançam professores e alunos de toda a rede e são importantes para prevenção do bullying, assédio e discriminação nas escolas.

Denúncias – A iniciativa tem participação ativa da Ouvidoria da Seduca-AM, que promove a discussão de temas a partir das maiores recorrências de denúncias recebidas. “Fazemos um trabalho integrado com o Deppe fornecendo os dados de denúncias mais recorrentes para nortear as discussões sobre temas como respeito à diversidade de gênero e combate ao assédio”, aponta Erick Nogueira, ouvidor-chefe da secretaria.

Além do caráter preventivo, as palestras tratam dos mecanismos para que a secretaria possa prestar auxílio em face de ocorrências dentro das escolas. “Reforçamos sempre a importância de denunciar qualquer ocorrência diretamente no canal da Ouvidoria. Esse é o principal meio pelo qual podemos apurar os fatos e agir”, conclui o ouvidor. As denúncias de ocorrências nas escolas podem ser feitas por alunos ou servidores pelo link da Ouvidoria: http://www.educacao.am.gov.br/ouvidoria/.