Seduc investe mais de R$ 70 milhões na aquisição de gêneros alimentícios para merenda das escolas - Fato Amazônico


Seduc investe mais de R$ 70 milhões na aquisição de gêneros alimentícios para merenda das escolas

O investimento inicial do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc), para aquisição de gêneros alimentícios destinados a merenda das escolas públicas estaduais, chega a R$ 75 milhões, em 2018. Esse montante deve aumentar assim que a secretaria finalizar outros processos de compra de itens. O ano letivo teve início na quinta-feira (15/2), com merenda nas escolas e os depósitos cheios de produtos.

Composta por itens regionais e acompanhada, cuidadosamente, por uma equipe de nutricionistas, a merenda escolar disponibilizada pela Seduc beneficia, atualmente, 445.731 estudantes matriculados nos ensinos Fundamental, Médio e na Educação de Jovens e Adultos (EJA) nas 599 escolas da capital e dos 61 municípios do interior.

De acordo com a Seduc, a merenda oferecida aos estudantes conta com recursos federais provenientes do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), além de recursos estaduais do Programa de Regionalização da Merenda Escolar (Preme) e também da agricultura familiar.

Alimentação de qualidade – Uma das unidades de ensino que contam com acesso diário aos diferentes itens que compõem a merenda oferecida aos estudantes é o Centro Educacional de Tempo Integral (Ceti) Áurea Pinheiro Braga, localizado no bairro da Compensa, na zona oeste de Manaus.

Segundo a gestora em exercício da escola, professora Miriam Lima, os alunos contam diariamente com uma alimentação altamente diversificada e que agrada a comunidade escolar. “Todo dia nós temos alimentação para os nossos alunos, uma alimentação bastante variada e eles adoram, ficam ansiosos pelo lanche. Temos frutas, açaí, tapioca e muitos outros produtos regionais. Além da merenda ser diversificada, contamos com nutricionistas que acompanham e fazem esse cardápio para proporcionar uma boa alimentação aos nossos estudantes”, informou a gestora.

Cleomar Miranda, uma das merendeiras da unidade de ensino, explicou que há toda uma equipe de profissionais empenhados no cuidado com a preparação dos alimentos. “A nossa merenda da escola é de qualidade. Todos nós preparamos a alimentação com amor e os alunos gostam, é bem aceita. Temos nutricionistas, supervisores e merendeiros que têm todo um cuidado com essa alimentação”, afirmou a servidora.

Para a estudante do 2º ano do Ensino Médio, Alessandra de Lima Moreira, 16 anos, a merenda oferecida na unidade de ensino é de qualidade e conta com cardápios variados. “A merenda é muito boa, seja no café da manhã, no almoço também e é bem diversificada. Têm dias que é servido frango, carne, macarronada, farofa de peixe e acho que tem um cuidado com a nossa alimentação, com o dia-dia”, ressaltou a estudante.

Tempo Integral – A escola estadual de Tempo Integral Bilíngue Djalma da Cunha Batista, situada no bairro do Japiim, na zona sul, também conta com uma merenda escolar diversificada oferecida aos estudantes. Para o gestor da escola, professor Orlando Moura, a secretaria se preocupa com a qualidade da merenda disponibilizada aos estudantes.

“Há uma preocupação muito grande com a qualidade nutricional da merenda para os nossos alunos. A gente vê uma preocupação da secretaria, primeiro com os gêneros que são trazidos, com a qualidade dos produtos, a regionalização da merenda. Há muito tempo nós temos as frutas da região, sucos regionais que são servidos com biscoito, bolacha. Todo o aparato desses alimentos vem de encontro àquilo que a gente espera que a escola seja: não só um lugar para educação, mas também que o aluno venha para se alimentar, que ele também saia daqui nutrido”, explicou Moura.

Itens regionais – A merenda regionalizada nas escolas públicas estaduais do Amazonas é composta por 50 itens, sendo eles: abacaxi, abóbora, açaí (polpa), açúcar mascavo, arroz (tipo 1), banana in natura, banana pacovã, bananada, batata cará, batata doce, carne bovina (em tiras), castanha, cenoura, colorau, couve, doce de frutas, farinha amarela, farinha branca, jerked beef, cheiro verde, cenoura, farinha de tapioca, feijão de metro, feijão de praia, geleia de frutas, laranja, limão, macaxeira, mamão, melancia, músculo bovino (em cubos), ovos, palmito, picadinho de peixe, picadinho de carne, pimenta de cheiro, pimentão, polpa de frutas, queijo coalho, queijo frescal, queijo mussarela, quiabo, rapadurinha, repolho, tangerina, tempero regional, tomate, filé de pescado, pirarucu seco salgado e néctar de laranja.