A partir de hoje (23/10), o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) inicia o trabalho prévio para o segundo turno das eleições 2018 no Amazonas. Localizado no bairro Petrópolis, zona centro-sul de Manaus, a unidade vai ser responsável pelo monitoramento da Operação das forças de segurança durante todo o dia de votação. No Amazonas, 3,5 mil policiais civis e militares estarão envolvidos diretamente no pleito.

Nesta semana, os policiais militares e civis já começaram a se deslocar para o interior do Estado. Na tarde de segunda-feira (22/10), o secretário de segurança pública do Amazonas, coronel Amadeu Soares, e outros integrantes da cúpula fizeram uma reunião por videoconferência com o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, que falou direto de Brasília (DF).

“A eleição é uma operação integrada de todas as forças de segurança. Então, a partir de amanhã, o CICC já entra em modo de sobreaviso. A operação está devidamente planejada nos mesmos moldes do primeiro turno. Manteremos a polícia na rua para que os eleitores amazonenses tenham um pleito tranquilo”, disse o secretário de segurança.

Reforço para o interior – De acordo com o comandante geral da Polícia Militar, coronel Cláudio Silva, somente para o interior do Estado o reforço é de mil policiais, que estarão dedicados integralmente à segurança dos locais de votação. Dos 447 locais de votação em Manaus, 226 ficarão a cargo do Exército Brasileiro e 221 sob a responsabilidade da Polícia Militar do Amazonas (210 na área urbana e 11 na área rural).

“Faremos operações integradas visitando bares e outros locais que têm possibilidade de ter crimes para evitar, pacificar a área para que a partir de sexta-feira tenhamos tranquilidade para aguardar o dia D das eleições”, afirmou o comandante da Polícia Militar.

Flagrantes – No domingo de votação, a Polícia Civil do Amazonas vai montar uma base para os flagrantes de crimes eleitorais no Tribunal Regional Eleitoral, anexo montado na Universidade Nilton Lins, bairro Parque das Laranjeiras. “Iremos implementar junto com o TRE-AM uma base de flagrante que vai funcionar com delegado, escrivão e investigadores”, destacou.

Mendes acrescenta que a Polícia Civil está enviando efetivo de reforço para 32 municípios. “É uma ação subsidiária a Polícia Federal. Eles vão atuar em algumas áreas e nós em outros municípios”, disse. Para atendimento das demais ocorrências, todas as delegacias estarão abertas para registro de ocorrências e os 15 Distritos Integrados de Polícia (DIP), que funcionam como central de flagrante, estarão operando com equipe completa.

Prevenção a acidentes – O Corpo de Bombeiros planeja ações de prevenção a acidentes. Entre as medidas, a fiscalização de bares e a montagem de bases em pontos estratégicos, como a Ponta Negra e as rodovias estaduais e federais que ligam a capital aos municípios do interior. 

“Estaremos em pontos estratégicos para atender a prevenção, na Ponta Negra, avenida do Turismo e saídas dos municípios da região metropolitana. O Bombeiro vem para fazer a prevenção e evitar problemas. Também faremos a prevenção nos bares para evitar qualquer acidente ou emergência estamos prontos e queremos que tudo transcorra em paz”, afirmou o comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Mauro Freire.