Semed promove formação para professores do Programa Aceleração de Aprendizagem - Fato Amazônico

Semed promove formação para professores do Programa Aceleração de Aprendizagem

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) promove a formação para 200 professores que atuam no Programa Aceleração de Aprendizagem (PAA). O curso teve início na manhã desta segunda-feira, 05, e se estenderá até a próxima sexta-feira, 09. As aulas estão a cargo da equipe pedagógica do Centro de Ensino Tecnológico de Brasília (Cetab) e serão realizadas no Centro Educação de Jovens e Adultos (Ceja) Agenor Ferreira Lima, no Aleixo.

Neste ano, a Semed atende 3.751 alunos com distorção idade-série, em 123 escolas. Segundo a coordenadora do PAA, Klécia Maia, a formação orientará os professores sobre como trabalhar o processo de ensino e aprendizagem para os estudantes que cursam cinco séries em dois anos.

“A formação vai capacitar os professores que atuam em classes de aceleração de aprendizagem utilizando a metodologia específica para esse tipo de ensino. O objetivo principal é trabalhar na correção da distorção idade-série da rede municipal de ensino”, disse.

A técnica de Projetos Educacionais do Cetab, Magda Maria Querino, explica que as aulas para alunos do PAA têm que ser diferentes das ministradas aos estudantes do ensino regular, e deve passar pelo viés do desbloqueio emocional, tendo, portanto, uma instrumentalização específica.

“Fazemos um trabalho quase que terapêutico. Baseamos nossa atuação na teoria de Freud que afirma que o cérebro bloqueia todo sofrimento. Logo, o professor será um desbloqueador de emoções negativas do aluno com a escola, arrancando a barreira que impedia a aprendizagem e tornando o ensino em algo prazeroso. Isso precisa ter uma metodologia específica”, falou.

Pela primeira vez lecionando no PAA, a professora Leila Mubarac, da Escola Municipal Aracylia Oliveira, acredita que a formação vai auxiliar no preparo das aulas.

“Estou debutando no PAA e não tenho muita experiência. Essa formação vai me ajudar bastante. Vejo nossos alunos muito desmotivados, sem vontade de aprender. Quero achar uma maneira de atrair a atenção deles (alunos) e espero encontrar esses métodos aqui”, falou.