Semsa nivela informações de estágio acadêmico de nutrição - Fato Amazônico




Semsa nivela informações de estágio acadêmico de nutrição

Técnicos de Saúde Nutricional da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) estiveram reunidos, ontem (10), no auditório do Distrito de Saúde Sul (Disa Sul) com representantes da Uninorte para nivelar as informações sobre a atuação dos estagiários do curso de nutrição nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

A Semsa recebe grupos de estagiários de diferentes áreas acadêmicas para estágio curricular obrigatório, na integração ensino-serviço. A partir do dia 21 de agosto, aproximadamente, 50 acadêmicos do oitavo semestre de nutrição da Uninorte, na disciplina Saúde Coletiva, irão iniciar atuação em UBSs nas zonas Sul, Oeste e Norte.

A técnica responsável pelas ações de Saúde Nutricional do Disa Sul, nutricionista Danielle Belota, explicou que o objetivo da reunião foi reforçar junto aos técnicos dos Distritos de Saúde, das UBSs e da universidade sobre a importância dos estagiários desenvolverem ações que estejam de acordo com a Política Nacional de Alimentação e Nutrição. O encontro também contou com o envolvimento da equipe de técnicos de Saúde Nutricional dos Disas Oeste e Norte.

“Os técnicos estão buscando um maior alinhamento das ações e das informações obtidas a partir da atuação dos estagiários na Atenção Básica, estimulando a realização de atividades que estejam mais de acordo com a realidade local das UBSs”, destacou Danielle Belota.

O grupo de estagiários irá atuar nas UBSs Nilton Lins e José Rayol (zona Sul), UBS Sálvio Belota (zona Norte), Policlínica Franco de Sá e UBS Santos Dumont (zona Oeste).

De acordo com a preceptora de estágio da Saúde Coletiva e Clínica da Uninorte, Mary Jane Alves de Souza, os acadêmicos de nutrição passaram por oficinas e simulados de atendimento em preparação para atuar nas Unidades de Saúde.

“Nós acompanhamos diariamente a atuação dos alunos no período de estágio, quando há essa troca de experiências entre o serviço e a academia. O aluno tem a oportunidade de ficar frente a frente com o usuário da Atenção Básica, conhecendo a realidade da saúde no município e podendo sair do curso com mais segurança para a atividade profissional”, ressaltou Mary Jane Souza.