Senador Eduardo Braga assina aliança com Partido Republicano Brasileiro - Fato Amazônico

Senador Eduardo Braga assina aliança com Partido Republicano Brasileiro

Com a presença do senador Eduardo Braga, presidente regional do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), e de Marcos Pereira, presidente nacional do Partido Republicano Brasileiro (PRB), foi anunciada já noite desta sexta-feira (16), a aliança entre os dois partidos no Amazonas para as eleições deste ano.

O anúncio de apoio à candidatura do senador Eduardo Braga para o governo do Amazonas contou também com a presença do Ministro da Pesca e Aquicultura, Eduardo Lopes e de diversos políticos de outros partidos.

Eduardo Lopes, mostrou que confia na decisão de apoiar Eduardo Braga. "Ele conhece a capital do Amazonas como ninguém. Além do conhecimento também vejo o quanto ele fala com vontade de ver o estado com mudanças", disse o ministro.

Ao falar aos jornalistas que estiveram na sede do PMDB, Eduardo Braga destacou alguns pontos de seu plano de governo, que deve incluir, segundo ele, uma abordagem diferente na educação e na indústria de pesca.

"Temos quase 30 profissionais trabalhando no programa de governo. Estamos compreendendo o momento para elaboração de um plano que se encaixe nas necessidades da população", afirmou.

O senador Eduardo Braga agradeceu o voto de confiança dado pelo PRB ao projeto político que ele defende para o Amazonas e para o Brasil.

“O PRB é um partido que cresce no Brasil. Tem alianças muito fortes e tem uma posição definida em defesa da prorrogação da Zona Franca de Manaus. É muito bem-vindo o apoio do PRB a essa aliança popular que defende um modelo bem-sucedido como o Polo Industrial de Manaus”, acrescentou.

O fato de as alianças que estão sendo feitas são em torno de um projeto para o Amazonas e para o Brasil, e não baseadas em acordos políticos, foi ressaltado pelo senador Eduardo Braga.

“Há políticos que insistem em reproduzir um modelo antigo de política feita entre políticos. Nós fazemos política com o povo. Olhando para as necessidades do povo e para as necessidades de avanço da sociedade. Por isso nosso projeto se renova”, disse.

Ao ser questionado a respeito de Omar Aziz, ter declarado hoje apoio à reeleição do governador José Melo, Braga, disparou “isso faz parte da democracia”.

“Quando fui candidato a governador funcionários iam para dentro da sede do governo com adesivos do adversário, na época o Amazonino Mendes e nem por isso eu mandei demitir ninguém”, declarou Braga, que não falou nomes, mas deixando claro que se referia a administração do governador José Melo, que de acordo com os bastidores anda tocando o terror dentro das secretarias e demitindo quem não apoia sua candidatura.

O secretário executivo da Secretaria de Esporte e Lazer, Anderson Souza (PC do B), foi dos que provou a ira de José Melo. Ele foi exonerado nesta semana por não aceitar marchar com o candidato do PROS.

Ao falar do encontro deste sábado do Partido dos Trabalhadores para anunciar qual aliança deverá apoiar nas eleições, Braga disse “o que o PT decidir amanhã (sábado) só depende deles", declarou sorrindo e afirmando que será uma honra ter o apoio do partido.