Na manhã desta segunda-feira (21/01), o deputado Serafim Correa anunciou através de uma nota oficial que não será mais candidato na disputa da Presidência da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), marcada para 1º de Fevereiro.

Com a saída de Serafim, permanecem na disputa o deputado Belarmino Lins e Josué Neto, que fica com o caminho ainda mais livre na disputa, pois já conta com 16 votos declarados nessa eleição.

Serafim afirma que a melhor maneira de contribuir com o povo amazonense é dedicando integralmente seu mandato no debate e no encaminhamento de soluções para os graves problemas que estão postos.

Confira a nota do deputado Serafim:

“Quando coloquei meu nome à disposição dos colegas para presidir a Assembleia Legislativa objetivei dar minha contribuição para que o Poder Legislativo fosse, cada vez mais, protagonista dos grandes debates sobre o futuro, principalmente sobre a necessidade de repensarmos o tamanho do estado e prepararmos o Amazonas para um novo momento em sua administração e economia. Para isso, será necessário o esforço comum de todos os Poderes e órgãos, bem como de toda a sociedade no sentido do:

1 –  equilíbrio das contas públicas, sem o que não avançaremos e 2 – bom combate em defesa do modelo Zona Franca de Manaus, alvo mais uma vez de ataques que agora vêm de todos os lados, mas principalmente do próprio Governo Federal.

Hoje, entendo que a melhor maneira de contribuir para o debate e o encaminhamento de soluções para os graves problemas que estão postos é a dedicação integral ao meu mandato confiado pelo povo amazonense.

Assim, torno público que não disputarei qualquer cargo na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Amazonas. Por outro lado, faço votos que o respeito e o entendimento prevaleçam na provável disputa entre as chapas lideradas pelos dois colegas Belarmino Lins e Josué Neto.”

 

Veja +:

Bancada feminina apoia candidatura de Josué Neto para a presidência da Assembleia Legislativa

Belão: “Meu compromisso é com Wilson Lima e com uma Assembleia Legislativa respeitada”

Veja diz que Amazonino e aliados inconformados com a derrota, tentam emplacar Belão na presidência da Aleam