Deputado Serafim Correa quer a melhoria no transporte
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O governador do Amazonas Amazonino Mendes (PDT) disse ontem que a consultoria na área de segurança contratada junto à empresa do ex-prefeito de Nova Iorque (EUA), Rudolph Giuliani, custará US$ 1,5 milhão, o equivalente a R$ 5 milhões. O deputado Serafim Corrêa (PSB) alertou que há dez anos, o Rio de Janeiro, na gestão de Sérgio Cabral, pagou US$ 12 milhões na consultoria americana e que o resultado foi a intervenção militar.

“Em 2009 sabe quem contratou o Rudolph Giuliani? O Rio de Janeiro, na gestão do governador Sérgio Cabral pagou R$ 12 milhões. E peço a reflexão dos senhores deputados – o RJ já teve a assessoria do Sr. Giuliani por US$ 12 milhões, e sabe qual foi o resultado? Intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro, e hoje o governador (Sérgio Cabral) está preso. Eu peço que o governador do Amazonas reflita sobre isso”, avisou Serafim.

O valor que o estado do Amazonas irá desembolsar para custear a consultoria de Rudolph Giuliani foi divulgado ontem pelo governador Amazonino Mendes, em entrevista coletiva após o lançamento do programa “Prosamim em Movimento”. “Nós estamos contratando o que há de melhor no mundo”, justificou o governador.

Em 2009, quando o Governo do Rio de Janeiro contratou o ex-prefeito de Nova Iorque, deu carta branca para uma operação de “limpeza” no aparelho policial. A intenção era redesenhar a carreira policial. A consultoria foi contratada às vésperas do Rio sediar os Jogos Mundiais Militares (2011), a Copa do Mundo (2014) e as Olimpíadas (2016).


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •