Na manhã desta quinta-feira (28), em reunião com a executiva do Solidariedade no Amazonas, o presidente estadual e deputado federal Bosco Saraiva, no uso de suas atribuições, expulsou do quadro de filiados do partido, o vereador de Rio Preto da Eva (interior do Estado), Francisco Aurélio Felix Nogueira, flagrado em um vídeo pedindo propina a um ex-servidor do município.

O presidente regional designou uma Comissão de Processo Administrativo Disciplinar para apurar, no prazo de 30 dias, os possíveis ATOS DE INFRAÇÃO DE EXTREMA GRAVIDADE. A comissão é formada pelos dirigentes Vicente Filizzola, Mário Jorge Brandão e Jorge Halen.

“Tivemos conhecimento do caso pela imprensa. Não vamos admitir esse ou qualquer outro comportamento que vá de encontro ao desejo de seguirmos fazendo uma política séria, com ética e respeito ao nosso povo. As imagens são claras. De qualquer forma, seguindo o princípio da Ampla Defesa, prevista no Artigo 6 do nosso Estatuto, o vereador tem três dias apresentar sua contestação”, justificou Saraiva.

O vídeo foi enviado e denunciado ao Ministério Público do Amazonas e na Câmara de Vereadores da qual Nogueira é presidente. Além do denunciante, o vereador é acusado de praticar o crime junto a outros servidores.

Nas imagens, Francisco Nogueira aparece conversando com o ex servidor, negociando valores para conseguir a liberação de uma rescisão de trabalho.

Nogueira é o atual presidente da Comissão Provisória do Solidariedade em Rio Preto da Eva, onde não estava correspondendo aos compromissos e responsabilidades da legenda como, por exemplo, com sua situação cadastral inapta junto à Receita Federal.

Francisco Nogueira é filiado ao Solidariedade desde 30 de setembro de 2015 e está em seu segundo mandato como vereador daquele município.