Tabatinga vai ganhar Companhia do Corpo de Bombeiros - Fato Amazônico

Tabatinga vai ganhar Companhia do Corpo de Bombeiros

Assim como em Rio Preto da Eva, o município de Tabatinga, distante 1.108 km da capital, vai ganhar no próximo dia 16 de junho, uma Companhia do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), equipada para atender as situações de emergência na área brasileira e ainda dar suporte aos países vizinhos da tríplice fronteira (Colômbia e Peru). A medida atende as diretrizes do Governo do Estado, propostas pelo Comandante-geral, coronel Roberto Rocha, com o objetivo de manter a cobertura preventiva e atender com mais rapidez as ocorrências no interior do Estado.

A nova base terá um efetivo de 15 bombeiros militares e vai contar com caminhão de combate a incêndio, ambulância, viatura operacional e duas motos.

Tabatinga conta ainda com quase 100 brigadistas capacitados pelo CBMAM e que serão certificados no dia da inauguração. A maioria dos alunos é formada por lojistas do município, que estarão aptos a dar o apoio operacional à base, em situações de emergência de ordem natural e tecnológica e ainda aquelas provocadas pelo homem.

Para o próximo dia 16 estão previstos também torneios de vôlei e a corrida do fogo. No mesmo dia o CBMAM lança o projeto “Anjos do Tatame”, que vai oferecer o Jiu-Jitsu como modalidade esportiva. Um programa social com crianças também será desenvolvido na Companhia, onde serão ministradas palestras sobre prevenção.

Rio Preto

Desde o dia 22 de maio, o município de Rio Preto da Eva, distante 85 km da capital, conta com uma Companhia do CBMAM, que atua diretamente na prevenção terrestre e aquática na cidade, que além do turismo de rotina, também deve ser ponto de visitação durante o período da copa do mundo.

O novo quartel tem aproximadamente 35 servidores, entre bombeiros militares e brigadistas, e é polo para os demais municípios da Região Metropolitana de Manaus (RMM).

A base foi equipada com uma ambulância, uma viatura de combate a incêndio e um desencarcerador (equipamento utilizado para retirada de vítimas presas em ferragens).