A Conmebol anunciou nesta terça-feira, (30/10), véspera da partida de volta da semifinal da Copa Libertadores entre Palmeiras e Boca Juniors, a suspensão do técnico Guillermo Schelotto, da equipe argentina. Dessa forma, o comandante dos xeneizes não poderá ficar a frente da equipe no duelo marcado para às 21h45 (de Brasília), no Allianz Parque.

O motivo da punição se dá pela reincidência da equipe em se atrasar para retornar ao segundo tempo das partidas da competição. Esse fato acabou se repetindo na última quarta-feira, quando o Boca Juniors bateu o Verdão na primeira partida da semifinal por 2 a 0.

Com isso, além do técnico não poder ficar a beira do gramado durante a partida, está proibido qualquer tipo de contato do comandante com seus atletas no vestiário. Dessa forma a equipe argentina será organizada pelo o auxiliar e irmão de Schelotto, Gustavo Schelotto.

Além da suspensão dentro de campo, o técnico ainda precisará pagar uma multa a Conmebol de um valor de US$ 1,5 mil (cerca de R$ 5,5 mil). O próprio clube também será punido e não receberá os US$ 23 mil (cerca de R$ 85 mil) previstos em contrato por direitos televisivos junto a entidade do futebol sul-americano.

Palmeiras e Boca Juniors fazem a segunda partida da semifinal da Copa Libertadores nesta quarta-feira, no Allianz Parque. Com a vitória por 2 a 0 na primeira partida, os argentinos podem até perder por um gol de diferença que avança a próxima fase. (Gazeta Esportiva)