Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Minutos depois de encerrada a Série B do Campeonato Brasileiro, o técnico do Joinville já estava quase sem voz. Rouco por comemorar já nos acréscimos a conquista do título, Hemerson Maria só lamentou que ele tenha vindo com tanta dificuldade, depois de mais uma derrota neste sábado, desta vez para o Oeste.

"Por que tem que ser tão difícil para esse povo tricolor, tão sofrido, tão trabalhador, que demorou 28 anos para estar na Série A?", questionou-se, em entrevista ao Premiere.

A derrota por 1 a 0 em Itápolis pôs em risco a conquista, já que a Ponte Preta poderia tomar o título se vencesse o Náutico, no Recife, em partida disputa simultaneamente, mas que terminou mais cedo. Só que a equipe de Campinas, vice-líder da competição, não passou de empate por 1 a 1, impedindo o que, na opinião de Hemerson Maria, seria uma injustiça.

"Viemos para ganhar. O Oeste saiu na frente e tivemos dificuldade, mas nossos jogadores lutaram muito, como foi durante toda a campanha. Merecíamos sair daqui campeões pela campanha. Time que mais venceu, defesa menos vazada… Seria um pecado muito grande se não saíssemos campeões", comentou, permitindo-se a ainda não pensar em 2015.

"Agora é comemorar bastante", respondeu, rindo, quando questionado sobre o planejamento para disputar a primeira divisão nacional. "Vamos ter bastante tempo para planejar a Série A. A cidade de Joinville merecia mais do que tudo subir à Série A com título".


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •