Torcida da Portuguesa faz protesto contra a CBF e STD - Fato Amazônico




Torcida da Portuguesa faz protesto contra a CBF e STD

Mais de 200 pessoas caminharam pela Avenida Paulista, em São Paulo, na tarde deste sábado, com faixas de protesto contra a CBF, o STJD e até a Fifa por conta do rebaixamento da Portuguesa no Campeonato Brasileiro, decidido em primeira instância pelo tribunal desportivo após a escalação irregular do meia Héverton, na última rodada da competição. O recurso será julgado na próxima sexta-feira, e até o Ministério Público de São Paulo decidiu abrir investigação.

Eles estavam no vão livre do Masp e saíram andando no sentido da Consolação acompanhados por policiais. Depois, fizeram a volta para retornar ao museu.

Três faixas da avenida ficaram ocupadas com a manifestação, o que deixou o trânsito lento. Os torcedores gritaram contra o tribunal, a CBF e o Fluminense.

O STJD deve julgar em segunda e última instância o caso da Portuguesa na próxima sexta-feira.

O maestro João Carlos Martins, o cantor da Roberto Leal e o deputado estadual Fernando Capez também estavam na manifestação deste sábado.

"A Portuguesa é a segunda equipe de todo mundo. A Lusa é igual a Regina Duarte, a namoradinha do Brasil", disse Martins.

O maestro é irmão do jurista jurista Ives Gandra da Silva Martins e disse que conversou com ele sobre a Portuguesa.

"Meu irmão me disse que na Justiça comum há chances de a Portuguesa ganhar a causa."