Torneio de Novos Talentos revela nova safra de ginastas para o Amazonas - Fato Amazônico




Torneio de Novos Talentos revela nova safra de ginastas para o Amazonas

Quem prestigiou oTorneio de Novos Talentos Caixa de Ginástica Rítmicarealizado neste sábado, 23, naQuadra poliesportiva Luciano Soares, no Eldorado, se encantou com toda a graça e beleza dos movimentos explorados pelas alunas do Centro de Excelência Caixa, um projeto daPrefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel), em parceria com aFederação Amazonense de Ginástica (FAG). Apresentando três categorias – Infantil, Mirim e Juvenil – a competição reuniu uma média de 80 crianças, de cinco a dez anos, e revelou aquelas que vão ingressar no ano que vem em clubes profissionais da Capital.

Faturando o ouro individual e a prata por conjunto pela apresentação de Bolas e Mãos Livres, a pequena Yasmyn Bonates, 9, era só em alegria, ao saber que com seu desempenho conquistou uma vaga naAssociação EsportivaLassalista.Para ela, fazer parte do conjunto é um sonho.

“Estou muito feliz de ter feito uma boa apresentação hoje (ontem). Não esqueci nenhum passo e sempre sonhei ir para o Lassaalista. Agora vou poder fazer mais apresentações”, disse a pequena, acompanhada da mãe Mara Costa, que não conseguia esconder a satisfação de ver a filha evoluindo.

“Nossa, estou muito orgulhosa da Yasmyn. Foi ela quem pediu para fazer ginástica e agora estou vendo o crescimento dela no esporte. Isto é uma felicidade muito grande para nossa família. Sabemos que no Clube era terá mais responsabilidades, mas tenho certeza que tudo que ela adquiriu aqui no Centro de Excelência, como disciplina e concentração, servirá para ela brilhar nesta mais nova experiência”, disse dona Mara.

Outra que fará parte de um conjunto profissional em 2014 é a ginasta Nicole Soares, 8. Depois de garantir ouro numa apresentação belíssima de mãos livres, a atleta foi convidada para defender o Dance Hall.

“Estava muito nervosa com a apresentação, mas não errei a coreografia. Gosto muito de ser ginasta e quero ser que nem a Bianca Maia”, disse a pequena, que investiu na maquiagem para a apresentação. “Adoro ficar bonita para os espetáculos. Minha mãe ajuda a escolher as cores da sombra e gosto sempre de colocar glitter também”, contou a ginasta vaidosa.

Para o secretário de esporte, Fabrício Lima, presente no torneio, o evento não poderia ter sido melhor. “É muito bonito chegar nesta quadra num final de semana e ver ela lotada de atletas dando o seu melhor e pais e parentes que se dispõe a torcer e apoiar seus filhos. Esta é a principal missão de um pai a um filho que decide ser esportista, pois é através dessa interação com a família que a criança se sente forte para nunca desistir apesar das adversidades. As apresentações foram belíssimas e agradeço o empenho de todas as professoras, em especial a Alessandra Balbi e a nossa presidente da FAG, Arthemis Soares, pelo compromisso e dedicação de formar essas pequenas”, disse Lima.

Teste aprovado

Segundo a presidente da Federação Amazonense de Ginástica (FAG), Arthemis Soares, o evento conseguiu cumprir seu principal objetivo, que era colocar em prática aquilo que é passado nas aulas para as iniciantes, e testar as atletas frente ao público.

“Esta competição foi muito importante para aquelas que estão começando a carreira, pois é o momento que elas tem de se testar perante as colegas, pais, amigos, o público em geral. Elas começam a aprender a medir o nervosismo e a ansiedade, para que eles não se tornem um vilão. Fiquei muito satisfeita com todas as apresentações e está comprovado a boa sofra de ginastas que estão sendo formadas para defender o Amazonas. Tenho certeza que brevemente teremos muitas conquistas dentro e fora dos País com elas”, afirmou Arthemis.