Dando pontapé inicial ao calendário 2017 da bolinha mais rápida do mundo, ocorreu no final de semana, dias 28 e 29, o Torneio Início de Tênis de Mesa, que reuniu uma média de 100 atletas, na Arena Amadeu Teixeira, localizada na Loris Cordovil. A competição, que contou com a disputa de sete categorias, sendo Pré-Mirim, Mirim, Infantil, Juvenil, Absoluto, Sênior e Veterano, recebeu apoio do Governo do Amazonas, via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Em busca de preparar os atletas da modalidade, e principalmente massificar o tênis de mesa no Estado, o presidente da Federação de Tênis de Mesa do Amazonas (FTMA), Israel Barreto, afirmou que o Torneio Início é a base para as competições que devem ocorrer durante toda a temporada, como o Campeonato Amazonense, Brasileiro, Copa do Brasil, e demais disputas importantes que somam pontos para o ranking local e nacional.

"A importância é essa, trazer os atletas que estavam parados ou de férias e prepará-los para as futuras competições. Está sendo só um início de uma temporada, para depois entrarmos com o Campeonato Amazonense que vai valer ponto. Entretanto, já deu para observar que 2017 promete em qualidade técnica e dinamismo dos atletas. Estou muito feliz com o desempenho de todos, principalmente dos iniciantes, que estão mostrando disciplina e excelência”, disse Barreto.

Descendente de japoneses, Felipe Ikeda, conquistou duas medalhas de ouro, representando o Clube APCEF nas categorias Mirim e Infantil. O jovem de 10 anos de idade criou amor pela modalidade através do seu tio e está seguindo carreira sempre de olho no pódio.

"Meu tio, que é japonês, mas mora atualmente em Manaus, brincava de tênis de mesa por diversão. Com isso, ele me incentivou e desde então não larguei mais essa bolinha. Treino sempre duas horas por dia e hoje foi incrível, uma experiência única, e estou muito feliz", comentou o garoto.

Com apenas 15 anos de idade, Brenda Maceno coleciona experiências a nível nacional, como o Brasileiro, Copa do Brasil e Sul-Americano. E claro que na `largada` das competições do ano ela não poderia faltar e, de quebra, levar para cada mais uma dourada.

"Não tem como não se apaixonar pelo tênis de mesa, pratico há sete anos e tudo tem sido gratificante, pois tenho vivido experiências incríveis. Esse torneio é exemplo disso, eu ganho ritmo e acabo por ir bem às competições que vem pela frente. Este ano é dia de obter mais conquistas, se Deus quiser", frisou a mesatenista.

Para o técnico do Adalberto Valle, Vivaldo Serafim, o Torneio serviu para analisar cada detalhe do desempenho dos atletas e aprimorar aquilo que ainda não está 100%. "Esse ano está começando diferente, esse Torneio Início é essencial, pois estamos em uma pré-temporada, e eles participam dessas competições e nós professores e técnicos analisamos o nível que eles estão. O foco é esse, trabalhar o grupo em geral para que cada atleta possa alcançar seus objetivos e ganhar ritmo", destacou.