U.S. President Donald Trump holds a meeting on trade with members of Congress at the White House in Washington, U.S., February 13, 2018. REUTERS/Kevin Lamarque

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, questionou nesta sexta-feira a veracidade das acusações da suposta vítima de abuso sexual de Brett Kavanaugh, juiz indicado por ele para ocupar uma cadeira no Supremo Tribunal do país.

“Não tenho dúvidas que se o ataque à doutora Ford foi tão ruim como ela diz, teriam sido apresentadas acusações imediatamente às autoridades locais por ela mesma ou por seus carinhosos pais”, afirmou Trump em sua conta do Twitter.

“Peço que apresente essas acusações de modo que saibamos data, hora e local”, acrescentou o presidente americano.

Christine Blasey Ford afirmou que em uma festa há 36 anos, quando ambos eram adolescentes, Kavanaugh supostamente tentou assediá-la e silenciar seus protestos.

“O juiz Brett Kavanaugh é um bom homem, com uma reputação incrível, que está sob ataque de políticos da esquerda radical, que não querem saber as respostas, só destruir e atrasar”, tuitou Trump.

Christine não quis prestar depoimento na segunda-feira ao Senado como tinha sido solicitado e pediu a fixação de uma nova data.

Tanta a vítima como a oposição democrata, que tentou atrasar o processo de confirmação desde o começo, pediram uma investigação do FBI antes de qualquer audiência sobre o tema, algo rejeitado pelos republicanos, com maioria no Senado.

Na segunda-feira, a Casa Branca anunciou que o presidente estava interessado em escutar as versões tanto de Kavanaugh como de Christine, cuja acusação pôs em questão a confirmação do juiz por parte da Comissão de Justiça do Senado, que deveria ter acontecido esta semana. (EFE)