Vereador de Parintins diz que doação de terreno não favorece auto-escola - Fato Amazônico

Vereador de Parintins diz que doação de terreno não favorece auto-escola

PARINTINS, AM – O vereador de Parintins, Gelson Moraes (PROS), de 37 anos, telefonou para a redação do blog deAmazônia para esclarecer que em nenhum momento quis favorecer o empresário Nezias Brelaz, dono da única auto-escola de trânsito da cidade, quando propôs que a Prefeitura doe um terreno para ele ampliar seus negócios. “Foi algo espontâneo, sem a intenção de querer favorecer o empresário. A proposta é que a Prefeitura doe um terreno devido a demanda de pessoas para tirar carteira de habilitação”, afirmou o parlamentar.

Aproximadamente mais de 40 mil pessoas necessitam tirar a CNH, em Parintins. A Polícia Militar estabeleceu prazos aos condutores e vai apertar o cerco nas fiscalizações de trânsito.

O parlamentar disse que o tema (matéria) não poderia ter sido noticiado “porque o requerimento não tinha sido votado em plenário”. Gelson disse que fez um comentário e que seu requerimento entrará em pauta na próxima semana, porque na última segunda-feira (23) quando apresentou não tinha quórum na Câmara par5a ser votado. “Não apresentei o requerimento, fiz um comentário”, afirmou. “O comentário” do vereador foi registrado na ata da Câmara.

Não sabe

Gelson Moraes não explicou ainda quantos metros de terra propõe que o prefeito Alexandre da Carbrás doe para o empresário construir a sua nova auto-escola. “Não me lembro quantos metros são, está tudo no requerimento”, assinala. “Mas entendo que a Prefeitura poderia doar o terreno para facilitar a expedição das carteiras e exigir uma contra partida”, sugere. O vereador também não explicou que contra partida seria essa. “Essa negociação ficaria a cargo do prefeito. Ou faz se cota de carteira de graça ou anistia 50% da cobrança. Não sei ficaria a cargo do prefeito”, diz.

A Secretaria da Câmara não quis fornecer cópia do requerimento assinado pelo vereador. “A Secretaria não pode fornecer porque não foi votado ainda e porque naquele dia eu não apresentei, só comentei em plenário”, esclarece.

Aluno da auto-escola

O vereador Gelson Moraes, autor do requerimento para doação do terreno, é aluno da auto-escola Paris, em Parintins, e faz curso para conseguir a expedição de sua CNH. Questionado ele respondeu: “Não tem nada a ver o fato de eu estar fazendo o curso com algum tipo de troca com o empresário. Faço porque preciso da carteira e como vereador tenho que dá exemplo. E estou pagando quase R$ 2 mil para retirar a carteira tipo AB (carro e moto). Portanto, não tem nenhum favorecimento”, reiterou o vereador.

No ano passado, a imprensa divulgou que o vereador Gelson Moraes teria se envolvido em ao menos três acidentes de trânsito em Parintins. Em todos o parlamentar nega que tenha sido ele o autor. “Não era eu que estava dirigindo o carro da Câmara quando a imprensa noticiou e não era eu que estava no acidente em frente ao Bumbódromo. Tá tudo provado”, contesta. Na Câmara fontes disseram que quando o vereador se envolve em situações do gênero ele tranca todas as portas do carro, que tem insufilme, e chama um ex-policial para dirigir no seu lugar, mesmo com a presença da polícia, para retirar o carro do lugar. Porém, os acidentes em que o carro do vereador se envolve ele afirma que seria outra pessoa que estaria dirigindo e não ele.

Gelson Moraes está no primeiro mandato. Ele foi eleito vereador, em 2012, pelo Partido dos Trabalhadores (PT) obtendo 963 votos.

www.deamazonia.com.br