Vibração da galera marca lançamento do CD e DVD do Caprichoso - Amazônia Táwapayêra em Manaus - Fato Amazônico

Vibração da galera marca lançamento do CD e DVD do Caprichoso – Amazônia Táwapayêra em Manaus

O lançamento do CD duplo e DVD ‘Amazônia Táwapayêra’ fez da noite de sábado (03) a mais aguardada da temporada de Bar do Boi. A quadra da Mocidade Independente de Aparecida, zona sul de Manaus, lotada de torcedores azulados foi palco do espetáculo do Boi Caprichoso.

Para o presidente do Movimento Marujada, Keynes Breves, a festa deste sábado foi uma demonstração de amor da torcida azulada ao Touro Negro. "O Bar do Boi estava lotado por torcedores de todas as idades, muitas famílias presentes e, isso é gratificante para nós que divulgamos o Caprichoso em Manaus", disse o Breves.

A festa começou com Paulinho Viana entoando sucessos recentes com a vibrante participação das torcidas Raça Azul e Força Azul e Branca (FAB), no palco e na pista contagiando o público presente. A seguir, Prince do Boi trouxe seu marcante berrante, versos desafiadores e toadas de várias épocas. Edilson Santana subiu ao palco em sintonia com a nação azulada, com repertório dançante que completou o ‘aquecimento’ para o show da noite.

Compacto, dinâmico e acalorado, o espetáculo Amazônia Táwapayêra rapidamente envolveu o público presente, com a vibração do Apresentador Arlindo Junior e a dança mística do pajé Waldir Santana. ‘O Ritmo é de Boi’ fez a galera explodir em êxtase e Junior Paulain, Amo do Boi, chegou com seus versos para compor a exaltação folclórica, que trouxe o Caprichoso para a festa do Boi Brasileiro.

Estrela da festa, o Caprichoso recebeu a Sinhazinha da Fazenda Karyne Medeiros, graça e leveza que encantaram pela sintonia dos itens no palco. O pavilhão azul surgiu na aguerrida evolução de Rayssa Tupinambá, Porta-Estandarte do touro negro. Os maracás do Rio Negro saudaram a chegada da Cunhã Poranga Maria Azêdo. A guerreira da mística aldeia mostrou por que é imbatível no Festival em seu item.

O ritmo tetracampeão da Marujada de Guerra mostrou que desafia a si próprio. A hegemonia conquistada no Festival com ousadia traduziu-se no pulsar contagiante dos seus tambores. Cordel Caboclo trouxe o Boi Caprichoso ‘ressuscitado’ no meio do público e ao palco para mais uma perfeita evolução. Cênicas marcaram ritos, lendas e a vida cabocla com o talento coreográfico do Corpo de Dança Caprichoso (CDC) Manaus. Brena Dianná, Rainha do Folclore, surgiu para contemplar o cenário folclórico com encantadora evolução. A atmosfera de Festival ficou completo com a toada-tema Amazônia Táwapayêra e grandes sucessos do Boi Caprichoso nos últimos anos, como ‘Sensibilidade’ e ‘Sentimento Caprichoso’.

Após o espetáculo de lançamento do CD duplo e DVD do Boi Caprichoso, Itamar Benarrós avançou madrugada adentro com sucessos azulados, brindando o sucesso do evento. “Uma noite especial em todos os sentidos, o que nos deixa muito felizes e orgulhosos” concluiu Keynes Breves, presidente do Movimento Marujada.