O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 apresentou, nesta quarta-feira (20/03), a tocha olímpica e o emblema que será utilizado no megaevento. Inspirada na flor de cerejeira e com o percurso programado pra coincidir com o florescimento da árvore, daqui a um ano, a tocha foi projetada por Tokujin Yoshioka, designer, arquiteto e artista japonês.

Com 71 centímetros de comprimento e 1,2 kg, a tocha é feita de alumínio reciclado, procedente em parte dos alojamentos temporários construídos para as pessoas afetadas pelo terremoto e tsunami em 2011. A abertura da tocha em sua parte superior, inclusive, simboliza as cinco pétalas características da flor de cerejeira e os cinco anéis olímpicos.

Na edição em solo japonês, o lema escolhido pelo Comitê foi “Hope Lights Our Way” (“A esperança ilumina o nosso caminho”). O revezamento terá início com o ascendimento da tocha, no dia 12 de março de 2020, na cidade de Olímpia, na Grécia, conforme a tradição dos Jogos.

De acordo com o Comitê Olímpico, a tocha olímpica permanecerá na Grécia até dia 19 de março, quando ocorre a tradicional entrega oficial da chama. Ao chegar ao Japão, o revezamento pelo país sede se inicia no dia 26 de março, com Fukushima sendo a primeira das 47 prefeituras a receber um dos marcos dos Jogos. Ao todo, serão 121 dias de revezamento até a abertura, dia 24 de julho, no Estádio Nacional de Tóquio.

O percurso completo da tocha, com as datas precisas, deve ser revelada posteriormente pela organização dos Jogos de Tóquio. Programada para ter a abertura oficial no dia 24 de julho, as Olimpíadas terão duração até o dia 9 agosto de 2020, enquanto as Paralimpíadas serão realizadas entre os dias 25 de agosto e 6 de setembro.

(Gazeta Esportiva)