Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Policiais Civis da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) prenderam no início da manhã desta quinta-feira por volta das 7h30, Lenon Oliveira do Carmo, 32, o “Bileno”, Alexandro Bezerra Duarte, 25, o “Juca” e Maria da Conceição da Silva, 31, acusados de comandarem o tráfico de drogas na Zona Leste de Manaus.

“Bileno”, é acusado de seis execuções todas ligadas ao tráfico de drogas e Juca, foram presos no Condomínio Bela Vista, localizado no bairro Santa Etelvina, e Maria na rua Senador João Bosco, no bairro Colônia Antônio Aleixo.

“Começamos a investigar alguns homicídios de autorias ligadas a Bileno. A partir daí conseguimos chegar até Juca e Maria, que trabalhavam para ele comercializando drogas”, disse o delegado Paulo Martins, afirmando que foram seis meses de investigações para chegar ao trio.

Maria na rua Senador João Bosco, no bairro Colônia Antônio Aleixo

Desde o ano de 2011 até hoje seis homicídios estão ligados a “Bileno”. Todos ligados ao tráfico de drogas. O último ocorreu no dia 2 de janeiro deste ano, vitimando Juciley Nunes de Paula, conhecido como “Lei”. O fato aconteceu em um posto de combustível localizado na avenida Cosme Ferreira, no bairro São José.

No momento das prisões foram apreendidos com Maria aproximadamente quatro quilos de entorpecentes, entre maconha, oxi, cocaína e pasta a base de cocaína, além de duas balanças de precisão, uma pistola 9 milímetros com oito munições intactas e R$ 520 em espécie. No Condomínio Bela Vista foram apreendidos celulares, joias e dois veículos que eram usados por “Juca” e “Bileno”, sendo uma S10 de cor prata e placas OAN-7929 e uma Nissan Livina, de cor preta e placas NPB-5750.

Lenon, Alexandro e Maria foram flagranteados por tráfico de drogas, apetrechos e associação para o tráfico de drogas (Artigos 33, 34 e 35, respectivamente, da Lei nº 11.343/06). Alexandro foi autuado também por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito (Art. 14 da Lei nº 10.826/03 do Estatuto do Desarmamento).

Lenon e Alexandro foram indiciados por envolvimento em homicídio (Art. 121 do Código Penal Brasileiro|). Ao término dos procedimentos cabíveis na unidade policial, todos serão encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde ficarão à disposição da Justiça.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •