Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O trabalho infantil é um problema sério em todo o país, mas que ainda passa despercebido em muitos casos. Ver crianças trabalhando nas ruas, seja como vendedor ambulante, flanelinha, lavando para-brisas nos sinais, entre outras situações de risco, é algo que já faz parte da rotina de quem circula por Manaus.

Chamar a atenção da sociedade para o tema foi o que motivou a adolescente Liviane dos Santos, de 14 anos, a elaborar o desenho vencedor do concurso promovido pela Coordenadoria da Infância e Juventude (COIJ), do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), como parte das ações da 1ª Semana de Prevenção e Enfrentamento ao Trabalho Infantil.

Moradora do Bairro da União, Liviane faz parte de um grupo de crianças e adolescentes identificados pelos Serviços de Abordagem Social REAME e pelo projeto Girassol, que atuam no atendimento a famílias e indivíduos em situação de vulnerabilidade social, nas zonas Norte, Centro-Sul e Leste da capital amazonense. Participaram do concurso 20 crianças e adolescentes. Cinco desenhos foram premiados e o classificado em primeiro lugar estampou todo o material de divulgação da campanha em nível nacional.

Segundo a assistente social do Girassol, Ruana Silva, através do concurso, os participantes puderam demonstrar suas habilidades, criatividade e conhecimento sobre a questão do trabalho infantil. O projeto Girassol é desenvolvido pelo abrigo Núcleo de Assistência a Criança e Família em Situação de Risco (Nacer).

“Realizamos um dia de atividades no Nacer, garantindo toda a estrutura para que eles soltassem a imaginação e refletissem, por meio dos desenhos, sobre como o trabalho infantil afeta a vida das crianças”, explicou.

Ainda de acordo com Ruana, a criadora do desenho vencedor já vivenciou os danos causados pelo trabalho na infância. “Ela trabalhava junto com a família descascando tucumã. Muitas vezes, ‘virando’ a noite nesta atividade e dormindo na escola. O Girassol foi contatado pela escola para atuar neste caso e conseguimos inseri-la nos cursos oferecidos pelo CIEE. Hoje, ela está atuando em uma empresa parceira através do programa de aprendizagem Jovem Aprendiz”, ressalta. 

No encerramento da campanha (13), Liviane foi reconhecida com um prêmio, durante uma mesa de debates sobre Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil no Estado do Amazonas, realizada no auditório do Fórum Cível Des.ª Euza Maria Naice de Vasconcelos.

O Dia Mundial contra o Trabalho Infantil, instituído pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), é comemorado anualmente no dia 12 de junho. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), quase 2,5 milhões de crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos estão trabalhando no Brasil.  De 2014 a 2018, o Ministério Público do Trabalho (MPT) registrou mais de 21 mil denúncias de casos do gênero.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •