Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O amazonense Adriano Martins voltará aos ringues no próximo domingo, 6, em duelo contra o mexicano estreante no Ultimate Fighting Championship (UFC), Juan Miguel Puig. Essa será a primeira luta de Martins após ter o contrato com o UFC renovado, em fevereiro deste ano.

O evento ocorrerá no Mandalay Bay Arena, dentro da UFC Fan Expo e englobará também, o UFC 175, no dia 5 de julho, que terá como luta principal o duelo entre Lyoto Machida e Chris Weidman, pelo cinturão dos médios. O The Ultimate Fighter (TUF) 19 Finale receberá as finais da 19º temporada do reality show do UFC e, na luta principal, os treinadores ex-campeões das organizações Frankie Edgar e B.J. Penn se enfrentam pela terceira vez.

Adriano é patrocinado pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel), e faz parte do quadro efetivo de campeões do Amazonas. Para o secretário do órgão, Elvys Damasceno, o lutador é um exemplo de que a parceria da Prefeitura de Manaus e o Governo do Estado é fundamental, porque é uma forma de incentivar os atletas a superarem seus títulos, destacando o nome do Amazonas em competições nacionais e internacionais.

“Ele (Adriano) tem grandes chances de vencer essa luta e dar um importante passo na carreira. Ele é um atleta esforçado, vem de uma derrota e com certeza amadureceu com isso. A torcida pela vitória é grande e todos reconhecem as qualidades que ele tem em disputas desse porte”, declarou Damasceno.

Após vencer seis lutas, Martins conquistou o cinturão do Jungle Fight no ínterim. O lutador amazonense carrega um histórico de 25 vitórias e sete derrotas. Ainda que estreante, seu adversário, Puig, conta com um cartel de 11 vitórias e duas derrotas. A luta entre Martins e Puig será exibida ao vivo e com exclusividade pelo canal Combate, que iniciará a transmissão do evento a partir das 18h30 de domingo, 6.

Adriano Martins acredita que Puig, apesar de ser um adversário forte, é apenas um obstáculo a ser superado em busca do cinturão da categoria. “Tenho treinado muito e com certeza vou lutar para ganhar. Toda luta é uma possibilidade de fazer história e o meu objetivo é o cinturão. Estar aqui é a realização de um sonho”, frisou o amazonense, que já iniciou o processo de perda de peso para o combate na categoria peso-leve (até 70 kg).


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •