Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Gazeta Esportiva – O São Paulo ainda está no mercado em busca de um lateral direito para fechar o grupo. Mas, caso não tenha êxito na procura, Cuca já trabalha com opções para o setor. Único da posição, Igor Vinícius deve ganhar sequência, Walce está sendo preparado para atuar por ali e Hudson pode exercer a função em ocasiões pontuais após pedir para não ser fixado.

“Eu deixo essas coisas (contratações) para a diretoria, o Raí, Pássaro e Mancini. A gente está amadurecendo o Igor Vinícius em cima dos jogos. Tem potencial enorme, muita força, ataca muito bem, está melhorando o posicionamento defensivo. A gente vai dar uma continuidade a ele”, disse.

“Temos o próprio Hudson, que quando precisar está à disposição, e estamos trabalhando Walce para atuar nesse setor”, completou.

Titular da lateral direita na primeira partida após a Copa América, diante do Palmeiras, Hudson teve uma conversa com Cuca e pediu para não ser fixado na posição, o que abriu espaço para uma sequência de jogos a Igor Vinícius. Apesar de ter demonstrado algumas dificuldades defensivas no primeiro semestre, o jogador de 22 anos agrada à comissão técnica e o treinador, que gosta da sua capacidade de apoio.

Walce, por sua vez, estreou no time profissional, no empate por 1 a 1 contra o Flamengo, atuando justamente no setor. Na partida, porém, o time saiu atrás logo no começo e jovem revelado em Cotia teve que ser deslocado para o meio-campo e, posteriormente, à zaga para que a equipe se lançasse ao ataque em busca do resultado.

Além das três opções, Tchê Tchê pode jogar na lateral, como fez com o próprio Cuca no Palmeiras e em determinados momentos de partidas dessa temporada. O versátil atleta, entretanto, é uma das peças fundamentais do meio-campo e não há sinal de que possa ser remanejado para ser titular na posição.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •